NAMORO VIRTUAL : ESPAÇO SÓ PARA DIPLOMADOS

Carbone Filho: “Não quero
tomar susto num encontro”
Os psicólogos Fabio Bertaglia e Paula D’Alessandro acham que há na cidade um grande número de pessoas cansadas de caçar parceiros em clubes noturnos e single bars. Para essa turma, eles criaram em janeiro a página Ex-Baladeiros. Segundo os responsáveis pelo serviço, a ideia é reunir gente disposta a um relacionamento sério e que tenha um nível econômico e intelectual parecido. O interessado precisa pagar uma mensalidade de cerca de 50 reais, morar em São Paulo, ter mais de 25 anos e possuir diploma de ensino superior. A veracidade dos dados é conferida durante uma entrevista, opcional e gratuita, realizada em uma clínica em Moema, com um dos fundadores. Aqueles que se submetem a ela recebem um selo de “Associado Certificado”. Garante Bertaglia: “Checamos o comprovante de endereço, o diploma e até mesmo se há antecedentes criminais”.

Apesar de estar há poucos meses no ar, o clube já possui 600 sócios. “Fiz cadastro no site porque não quero marcar um encontro pela internet e tomar um susto depois”, afirma o paulistano Edmundo Carbone Filho, de 35 anos. Formado em administração de empresas e atualmente às voltas com a conclusão de um MBA, ele procura alguém para uma relação séria. “Topar na noite com uma mulher que busque a mesma coisa chega a ser impossível”, acredita, ainda abalado por causa de um relacionamento malsucedido com cinco anos de duração. No início de abril, os cadastrados no site foram convidados para uma festa na danceteria Limelight, na Vila Olímpia, à qual compareceram setenta pessoas. A meta é promover um novo evento do gênero a cada mês (algo bastante curioso para um site que se chama exbaladeiros...). O administrador Edmundo não foi ao primeiro encontro, tampouco se animou a conhecer alguém. “Estou ainda estudando as possibilidades”, diz.

A partir da Veja-SP. Leia no original

Postar um comentário

0 Comentários