ROMANCE DE MARTHA MEDEIROS FALA DO FIM DA PAIXÃO

Autora do best-seller Divã, novela irônica e bem-humorada sobre uma mulher que enfrenta o fim de seu casamento arrastado em plena crise dos 40, Martha Medeiros faz agora de seus leitores testemunhas de outro momento, talvez mais crucial e terrível na relação amorosa - aquele em que a paixão acaba, por mais intensa que tenha sido.

Em Fora de mim (Editora Objetiva, 126 págs.), que será lançado hoje, no Rio de Janeiro, a autora vai ainda mais fundo na descrição de sentimentos universais provocados por essa perda, comparada por ela a um acidente de avião, em que os sobreviventes "percebem a perda de altitude, a potência enfraquecida das turbinas e o desastre iminente, até que acontece a parada definitiva da aeronave, (...) e sobe do chão um silêncio absoluto, (...) a quietude amortizante de quem não respira, não pensa, não sente nada ainda."

A autora inicia sua narrativa visceral no instante da despedida, da queda, do fim trágico, nem além nem aquém da dor maior: quando se tem a certeza de que não há mais volta. Aos poucos, o leitor vai compreendendo como tudo aconteceu, como tudo afinal foi ficando fora de controle.

Recém-separada de um casamento longo e pacífico, a protagonista se apaixona loucamente, embora não cegamente, por um outro homem, de personalidade conturbada, com quem vive uma intensa paixão. Consciente do mergulho, a mulher pressente que no fundo daquela relação só acabaria encontrando a escuridão da dor. Mesmo assim, dá o salto. E perde. A entrega aqui é um vício sem saída.

"Não resistirei. Sei que está tudo errado e que o sofrimento me alcançará a cada minuto (...) Não tenho mais forças para lutar contra o que se declara gigantesco em qualquer ser humano: a pulsão da entrega", confessa a narradora.

Martha Medeiros
Sobre sua nova aventura literária, confessou Martha Medeiros : "Apesar de ser meu décimo nono livro, ainda sinto a mesma apreensão que senti quando lancei o primeiro. Se bobear, o nervosismo é ainda maior, pois quando já se tem um público fiel, a expectativa por parte dele é enorme, e eu sei que a expectativa é o caminho mais curto para a frustração. Quando lanço coletâneas de crônicas é mais tranquilo, pois é a reunião de um trabalho publicado em jornais e de certa forma já testado, mas ficção é o gênero literário que menos domino. Sendo sincera: domino nada! É um experimentalismo, uma tentativa, uma insistência minha, já que adoro romances, principalmente os que envolvem as relações humanas e sua atordoante complexidade: torna-se inevitável eu me aventurar. Enfim, obrigada por esse carinho todo que me empurra pra frente. Vocês são os culpados por eu seguir tentando". 

Leia aqui trecho do livro 'Fora de Mim
ou  baixe o primeiro capítulo em PDF

Postar um comentário

0 Comentários