FAZ TANTO TEMPO ...

Deixei em cima da mesa meu chapéu e
as rosas que no jardim colhi. Sempre
gostei de andar pelo jardim, sentir a
brisa da tarde em meu rosto. Usava
sempre o meu vestido renda branca
que balançava como vento. Meus cabelos
soltos flutuavam com a brisa daquelas
tardes de Domingo. Você sempre me via
de longe, da varanda de nossa casa.

Admirava meu jeito calmo, como eu
me sentia criança em meio àquele
jardim! Vivia a colher rosas, nunca
deixava meu chapéu, o sol me
incomodava. Meus olhos claros da cor do céu,
se incomodavam com a claridade. Sempre
precisei usá-lo... as rosas
colhia para por em um vaso que
gostava... ficava na varanda em cima de uma
mesa de madeira.

Sempre vinha correndo
em sua direção e você me pegava com seus
braços e me girava. Eu ria muito...
Me rodopiava, depois me colocava no
chão e recebia um belo beijo. Íamos de mãos
dadas para varanda e colocava minhas rosas
cor de rosa dentro do lindo vaso. Minhas
preferidas... um dia não consegui colocá-las
dentro do vaso, só deu tempo de deixar em
cima da mesa. Neste dia você chorou... vejo
nossa varanda... faz tanto tempo... faz tanto
tempo que deixei meu chapéu e minhas
rosas sobre a mesa. Faz tanto tempo...

Postar um comentário

0 Comentários