JÁ PENSOU QUE ELE PODE NÃO ESTAR AFIM ?!

Você realmente gosta deste cara, mas não consegue saber se ele gosta de você. Você inventa desculpas, decide que ele está confuso. Pare de se enganar. Existe uma explicação muito mais simples: ele não está afim de você. Esta é a lição que Gigi vai aprender. Romântica incorrigível, ela sai com Conor, que simplesmente não liga no dia seguinte. Quando ela vai à casa do bonitão, conhece Alex, colega de quarto de Conor e que tem uma visão muito clara sobre o mundo, empenhando-se em mostrar a verdade para Gigi numa viagem ao complicado mundo da mente dos homens. E esta história promete ficar ainda mais complicada: Conor está namorando uma cantora chamada Anna, mas ela gosta mais de Ben, que é casado com Janine... que trabalha com Gigi!

Este é o argumento da comédia romântica "Ele Não Está Tão a Fim de Você". Baseado best-seller de mesmo nome, publicado no Brasil pela Rocco, o texto foi adaptado pelos roteiristas da série de TV "Sex and the City". Como entender os homens sem desculpas é a proposta. Uma garota (Goodwin) que passa horas grudada ao telefone esperando que o cara (Kevin Connolly) ligue após o primeiro encontro, o que nunca acontece. Ou um marido (Bradley Cooper) de conduta até então impecável, que se deixa seduzir pela loira (Johansson) da fila do supermercado. E como explicar a conduta do namorado (Ben Affleck) de sete anos que se recusa a levar a relação (Aniston) ao altar?

Como quadros clínicos, as situações são apresentadas e definidas como exemplos de mulheres que sabem fazer rir, é verdade, mas não interpretar os sinais que os homens emitem quando, entre um gracejo e outro, querem dizer justamente o que alardeia o título: que não estão a fim delas. Por falta de chance, coragem ou caráter, o que se vê são corações partidos. Mas a premissa do filme é corajosa: é possível decifrar os sinais de que é hora de partir para outra.

O diretor Ken Kwapis ("Quatro Amigas" e "Um Jeans Viajante") há um trunfo que diferencia o filme da comédia romântica tradicional. "Muitas vezes, o riso desenfreado vem de coisas que as estão deixando tensas." Mas nem tudo está perdido. Há tempo para reconciliações e novos casais.

Postar um comentário

0 Comentários