REPRIMINDO SEUS SENTIMENTOS

Ao reprimir seus sentimentos, você estará criando uma dificuldade em ouvir sua intuição e, claro, não sentirá prazer por estar vivo. Algumas pessoas reprimem seus sentimentos pela falta de apoio emocional, especialmente na adolescência. Se ao expressar uma emoção obtemos uma resposta negativa, aprendemos que o certo é reprimi-la.

Ao guardar os sentimentos, acabamos por bloquear o fluxo de energia que fica estagnado no corpo. As emoções que não são expressas ficam bloqueadas, produzindo mudanças físicas e emocionais. Mas, quando você as expõe, a energia é liberada e o que está estagnado, dissolvido.

Sabemos que as emoções estão sempre mudando. Passamos por uma grande variedade de sentimentos todos os dias. Na verdade, não existem sentimentos positivos ou negativos. Nós que os aceitamos ou rejeitamos, ou seja, todos os sentimentos são parte do propósito de estar vivo, já que somos todos canais criativos.

Por isso, permita que os sentimentos fluam. Brinque, sorria, brigue, fique triste, mas exponha-se. Se você reprimir suas emoções, um dia irá ouvi-las dentro de si e poderá ser tarde demais. Qualquer negativa frente a um desejo irá causar uma espécie de repressão interna, desequilibrando sua harmonia espiritual, mental e corporal.

Não se deve bloquear o que é natural, desde os atos simples até outras necessidades. Exemplo: está com vontade de ir ao banheiro agora? Então, pare a leitura e vá. Tem vontade de dar um espirro? Não segure. Se você reprimir estes impulsos, acabará acumulando uma pressão nos órgãos internos e no futuro poderá ficar doente.

Não estou de maneira nenhuma pedindo para você "chutar o balde" e fazer o que desejar. Se você tomar uma atitude radical, irá demonstrar que está agindo sem maturidade. Em todos nós existe uma energia divina e sublime que se transforma em energia criativa. Uma força enaltecedora que, ao ser ativada, acaba provocando uma transformação benéfica em todos os sentidos.

Postar um comentário

0 Comentários