AMAR SEM CONDIÇÕES

Sou um tipo estranho... Moro no litoral, amo o sol e céu azul, mas odeio calor.
Ou melhor, esse calor de alto verão, 36 graus não é pouco...
Gosto do calorzinho de inverno e outono.
Embora nada se iguale ao céu azul dessa época do ano, toda a natureza parece concentrada em deslumbrar quem tem olhos para ver. Por isso fico tão triste com a destruição e o descaso dos turistas com nossa tão bela e amada cidade na temporada. Lixo, bêbados no volante, crianças com queimaduras de grau 2, adultos com insolação, excesso de drogas e mais lixo, muito lixo.
Verdade que todos devem ter seus momentos de distração e liberdade, mas será que um pouquinho de amor pelo local onde se está também não é possivel?
Acho engraçado que em geral as pessoas falam tanto em amor:
que se amam, que amam os filhos e por aí vai, mas na hora agá, não se lembram do vizinho, do próprio quintal, dos bichinhos...
Para mim amor é isso: amar sem condições, sem abrir mão da verdade e do respeito ao próximo, seja pessoas, lugares ou a natureza que nos ama sem perguntas, nem explicações.

Colaboração : Nynna (Rede de Amigos)

Postar um comentário

0 Comentários