TRÊS HISTÓRIAS DE AMOR INUSITADAS

Valmir foi para tentar a sorte na Itália um ano antes de Rosangela; o destino os uniu na Lombardia (Arquivo Pessoal)

O inusitado e o improvável são ingredientes na história de muitos mortais. Mas alguns enredos chegam a ser tão surpreendentes, ou inesperados, que, frequentemente, personagens da vida real emprestam seus enredos para inspirar livros e filmes.

Pois uma dessas histórias envolve um casal bauruense. Que tal dois jovens que residiram em Bauru por duas décadas e foram se encontrar, por absoluto acaso, em uma missa na famosa, histórica e suntuosa catedral de arquitetura em estilo gótico em Milão, a Duomo, na Itália? Foi este “destino” que selou a sinopse da vida real de Rosangela e Valmir.

Ele conta que foi para a Itália em 1991, a procura de oportunidade. “Fui na onda dos jovens que partiram para a Europa e outros cantos do mundo em busca de oportunidade, de trabalho com melhor remuneração que no Brasil. Fui buscar uma janela para o futuro e encontrei o amor”, descreve.

Valmir Luis Tripodi recorda que Rosangela Affonso Nanni Tripodi foi para Milão em 1992. “Eu tinha um amigo que também frequentava a missa. Somos católicos, como ela. E ele nos apresentou na catedral Du Omo. Ela também foi em busca de trabalho. Mas não sabíamos da existência um do outro em Bauru, onde tínhamos morado até pouco depois dos 20 anos. Na época, ela tinha 25 anos e eu 24 anos”, lembra.

O jovem trabalhou em quase tudo, de garçom a jardineiro. Ela foi para Milão para ser manicure. “Depois desse encontro na catedral de Milão nós começamos a conversar, paquerar e namorar. Ficamos lá até 1993. A Rosangela ficou grávida de gêmeos e então retornamos ao Brasil para ter os filhos aqui e casamos”, prossegue.

Os filhos, João Vitor e Rafaela, nasceram em setembro de 1993, mas os pais se casaram em 1997. “Ao voltar para Bauru eu fui trabalhar com vendas, enquanto a Rosangela ficou em casa para cuidar dos primeiros anos dos gêmeos. Até que eles cresceram e nós resolvemos fazer um curso de cabeleireiro. Abrimos um negócios juntos e trabalhamos no salão”, resume.

O marido conta que a história movimentou o imaginário de familiares por muito tempo. “Realmente foi surpreendente eu encontrar a Rosangela na Itália depois de termos morado até depois dos 20 anos em Bauru. Todo mundo acha nossa história um roteiro de loucura de amor. É inusitado. Mudou nossas vidas para sempre e tudo começou bem longe daqui”, finaliza.


No cinema

Histórias do acaso, de encontros inusitados, rondam o imaginário da sétima arte. Vários filmes percorrem o enredo dos encontros impossíveis, cada qual com sua pitada de imaginação.

Mas em nenhum deles, o roteiro traz ao ingredientes do casal bauruense. Na Internet, leitores mencionaram filmes que contam com o inusitado como elo para o romance. A lista dos internautas incluiu citações como “De repente 30”, “Diário de uma paixão”, “Escrito nas estrelas”, “Nunca te vi, sempre te amei”, “Trazido pelo menor” e “As pontes de Madison”... entre outros. 

Em um deles, “A casa do lago”, a atriz Sandra Bolluck interpreta uma médica, em um romance com um arquiteto no papel desempenhado por Keanu Reeves.

Ele, Alex no filme, aluga a casa em que Kate estava morando. Um romance que se passa na mesma casa, porém em tempos diferentes, num intervalo de dois anos. Kete começa receber cartas na sua caixa de correio, depositadas por Alex todos os dias, até que eles percebem que estão na mesma casa, só que em tempos diferentes.

A esta altura, já estavam apaixonados, pois achavam estar recebendo uma carta de um admirador e admiradora secreto. Ambos recebiam as cartas, mas não conseguiam se encontrar. A razão era o desencontro do tempo. No filme, o amor supera a barreira do tempo. A agenda é o dia seguinte para um e algo que aconteceria com espaço de dois anos para o outro...

A consulta também teve contribuição acadêmica do aluno de cinema da Faculdade de Artes do Paraná, Guilherme Morilha Ribeiro. Ele cita o roteiro do filme Before Sunrise. Na sinopse: “Céline, uma jovem francesa, e Jesse, um rapaz estado-unidense que está na Europa, encontram-se casualmente em um trem e despertam para uma paixão repentina”. Vale a pena assistir ao filme para ver o desfecho do inusitado.


Aposentado conhece mulher após anúncio em classificados

O aposentado Benedito Bernardino Filho, 74 anos, decidiu viver um novo amor. Viúvo há 13 meses, ele contou que está cansado de ficar sozinho e se sente “muito triste”. “A esposa sofreu de Alzheimer e no final de sua vida eu tive até de vender meu caminhão para cuidar dela, por quase seis anos. Agora que ela se foi eu fico muito triste e sozinho e resolvi procurar uma nova companhia para ficar comigo”, conta.

O detalhe é que seu Dito surpreendeu na abordagem. Ele publicou nos classificados de linha do Jornal da Cidade a seguinte solicitação: ‘Procuro mulher com até 40 anos, solteira e sem filhos, para namorar ou casar”.

“Olha já no primeiro dia do anúncio eu atendi algumas ligações e quatro pretendentes conversaram comigo ao telefone. Entre essas quatro, uma, de Jaú, foi bem educada, atenciosa e já fui conhecer ela. Estamos nos entendendo muito bem”, diz.

Segundo o aposentado, uma mulher que falou ter 32 anos, de Pederneiras, o achou muito velho. “Quando ela soube que eu tinha 74 anos disse que eu não ia dar no couro. Mas achei essa companheira de Jaú, ela tem 38 anos, é solteira e mora com a mãe. Ela está meio perdida na vida, quer trabalhar e dar um jeito na vida. Fui na casa dela, conversamos e acho que vai dar certo. Quero ajudar ela”, complementa.

Benedito disse que os filhos não sabem que ele publicou o anúncio. “Eles não estão sabendo. E eles também não têm que se meter na minha vida. Sou viúvo, estou me sentindo sozinho, e não quero morar com ele. A minha casa é muito grande e acho que vou viver muitos anos aqui e feliz ainda”, finaliza.

O aposentado, moradora na Bela Vista, disse que não bebe, nem fuma. Benedito ainda contou que encerrou a busca logo após conversar com a mulher de Jaú, com quem espera iniciar o novo relacionamento.
A partir de JCnet. Leia no original
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;