“Eu perdi o meu coração no dia em que nasci. Gosto de dizer que dei a ela, mas eu não tive escolha…” E lá vamos nós acompanhar o que parece ser mais uma simples história de amor. Começa na maternidade a história do garoto que se apaixonou pela garota. Os anos passam, os dois ficam juntos, mas a vida se encarrega de separá-los. Mas é uma história de amor, lembra? Não, não é. A Story of Hearts é, na verdade, um comercial criado e executado pela Contexta AG para alertar sobre as doenças do coração, em nome da Swiss Heart Foundation.

E que melhor forma de mostrar a fragilidade do coração do que a principal razão que faz ele bater mais forte ou se quebrar em pedaços? Em resumo, a ideia é mostrar que, para se viver uma história de amor, antes de mais nada é preciso cuidar do coração. E isso é feito com uma narrativa sensível e envolvente, daquelas que faz você refletir a respeito. Nada mal para um comercial.


Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. Para viver um grande amor é preciso ter apenas coragem, pois de nada adianta um coração saudável se a pessoa joga fora todas as chances de ser feliz, não luta e não acredita no próprio amor! Homem fraco e infeliz, simplesmente abriu mão da mulher que amava

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;