DIÁRIO DE UMA PAIXÃO: A HISTÓRIA REAL DE UM AMOR DE 70 ANOS

Marido mantém a memória da mulher de 93 anos de idade, que sofre de demência, através da leitura do diário que manteve através de 70 anos de casamento

Jack e Phyllis Potter na home care Coppers Beech, em Rochester, Inglaterra
Jack Potter, 91, é um marido dedicado a manter a memória de sua esposa viva pela leitura do diário que ele manteve por mais de 70 anos de casamento. Para tanto, ele visita Phyllis, 93, que sofre de demência, todos os dias na casa de repouso em que ela é cuidada e mostra suas fotografias e recorda boas lembranças de seus dias de namoro e feriados. A história de amor do casal é uma reminiscência do drama romântico "Diário de uma paixão" (Notebook),  filme no qual James Garner e Gena Rowlands, desempenham um casal de idosos e os papéis, na juventude, são de Ryan Gosling e Rachel McAdams (veja trailer no final da postagem).
Casal comemorando aniversário de casamento

No filme de 2004, o personagem de Noé, interpretado por James Garner, relata à sua esposa Allie, interpretada por Gena Rowlands, a história de como eles se conheceram, foram separados e reunidos. Em um breve momento de lucidez, ela percebe que a história é sobre ela e seu marido.

Na vida real, o Sr. Potter conheceu Phyllis durante a Guerra e imediatamente se apaixonou. Na época, ele retornou a seu  quartel, onde servia como engenheiro, para escrever em seu diário que a festa do dia 4 de outubro de 1941 representou uma noite "muito agradável. Dancei com uma bela menina. Espero encontrá-la novamente."
Phyllis Potter, em 1947, com seus cães.
 
Seu marido Jack gosta de mostrar suas
 fotos antigas para ajudar a sua memória
 desde que ela foi diagnosticada com demência

O casal se casou 16 meses depois e Sr. Potter continuou a registrar suas vidas juntos, mantendo o hábito que começou qianda quando menino. E, no último fim de semana,  ambos comemoraram o aniversário de casamento 70 de casamento na casa de repouso, em Rochester, Kent, Inglaterra.

Potter ainda anota pequenas coisas para contar sua esposa, quando ele a visita. Ele disse: "Eu me lembro como se fosse ontem a primeira vez que eu a conheci - ela veio até mim e me pediu para dançar". "Ela era uma excelente parceira de dança e uma mulher mais velha. Pensei, então, que mulher maravilhosa : e ainda acho a mesma coisa", confessa. "Foi definitivamente amor à primeira vista, tudo se encaixou. Era estranho realmente."

"Lembro-me de ir para casa e rabiscar algo em meu diário  e ter a impressão, em minha mente, que aquele significaria um momento de mudança de vida", relembra.

"Nós estamos juntos desde então, eu escrevi em meus diários todas as nossas histórias e nossas piadas. Estamos juntos para sempre. Nós não tínhamos filhos, éramos só nós dois".

Diário de Jack Potter, em  04 de outubro de 1941, quando registrou a noite em que
conheceu sua futura esposa, escrevendo
: "Dancei com uma menina muito agradável. 
Espero encontrá-la novamente. "
"Phyllis se esforça para falar e eu, muitas vezes, leio e converso com ela, ao passo em que ela se esforça para responder. Daí percebi que levar os diários e relembrar fatos e fotos de nossa vida a fazem feliz. Sempre que venho vê-la, ela estica os braços para me abraçar - ela é muito carinhosa - apesar de estar tão mal", lamenta.
O casamento aconteceu, ainda durante a 2a. Guerra, em 1943

Depois de deixar o Exército, Potter trabalhou na construção civil antes de se aposentar em 1982. Ele e a esposa, que trabalhou como datilógrafa, compartilharam a mesma casa em Rochester por mais de 50 anos até que ela se mudou para a casa de repouso, na cidade próxima de Beeches.

Na comemoração de aniversário do casal, ele se surpreendeu  com o assédio das pessoas. "Eu estava absolutamente sobrecarregado pela quantidade de pessoas que compareceram para comemorar com a gente, eu não sabia o que dizer. Costumamos comemorar o nosso aniversário calmamente com um copo de vinho e um pedaço de bolo, mas queria fazer algo um pouco especial".

"As pessoas sempre perguntam qual é o segredo para o sucesso no casamento e eu acabei de dizendo : o que será, será. Nunca pensei que chegaríamos tão longe, foi a vida que nos trouxe até aqui e nossa história juntos é tudo o que uma pessoa poderia querer", resume. "Nosso lema é  'o que será, será' (adotado de uma canção de Dóris Day, no filme de Alfred Hitchcock, 'O Homem que Sabia Demais'). Se isso vai acontecer, vai acontecer, nós apenas podemos seguir em frente." 

Desde que Jack conheceu a esposa Phyllis Potter, ele manteve as lembrança em seu diário,
anotando cada jantar, férias e conversas do casal
A partir do Daily Mail. Leia no original

Trailer do Filme "The Notebook" - O Diário de uma Paixão
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. Nossa que emoção, conhecer os personagens reais da história contada pelo filme. O trabalho é encantador e muito bem produzido. É uma história romântica que nos faz acreditar no amor.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;