Você é muito feliz com o seu companheiro. Ele te enche de carinho, de mimos, ajuda até nos afazeres domésticos! Agora, para vocês marcarem logo a data desse casamento, vamos dar mais alguns bons motivos para que a relação siga adiante.

Ter alguém ao lado para abraçar, a hora que você quiser, sem pedir permissão, é bom demais, não? Mas além de ser bom demais, faz bem à saúde. Foi o que divulgou uma pesquisa da Universidade Médica de Viena.

Abraçar alguém que você gosta alivia o estresse e a ansiedade, a pressão arterial e melhora até a memória. A pesquisa também ressalta um dado importante: abraçar um estranho pode ter efeito oposto.

Mas não é só isso. Abaixo, a lista com quatro bons motivos para você cultivar o amor pelo seu companheiro. Mas, isto, considerando que é verdade a primeira frase deste texto.


1.  Abrace à vontade
Os especialistas acreditam que um simples abraço aumenta o nível de oxitocina (lê-se ocitocina), o chamado "hormônio do amor", também associado ao vínculo social. Assim, esse gesto de carinho ajuda, também, você e o seu amor a se comunicarem melhor. "Comunicação não-verbal pode ser uma maneira muito poderosa de dizer para o seu parceiro 'eu te ...'", disse o terapeuta David Klow à revista Shape. "Afagar é uma forma de dizer 'eu sei como você se sente'", complementa.


2. Esteja por perto
De acordo com uma publicação da BBC, passar o tempo ao lado do seu amor, mesmo que fazendo ou falando nada, alivia a pressão arterial, que fica mais baixa. É por isso que quando ele ou ela está por perto, você fica relaxada, relaxada e repete aquela expressão romântica: "quando eu estou com você, esqueço dos problemas". Está aí a explicação.

3.  Beije muito
Assim como o abraço e outras carícias, o beijo também afeta a produção de oxitocina e cortisol, reduzindo o estresse. Mas, olha a curiosidade maior: o aumento da produção de saliva ajuda na luta da limpeza bucal contra as placas bacterianas. Claro, estamos falando de bocas limpinhas e bem cuidadas, sua e dele.

4. Faça amor, sempre que puder
Muitas razões: a endorfina liberada durante o sexo neutraliza o malvado hormônio do estresse, o cortisol. É essa a explicação para a estabilidade emocional associada ao sexo e ao amor; durante a prática do sexo, o organismo produz grande quantidade de anticorpos no sangue,aumentando a imunidade; o sexo é uma cura instantânea para a depressão leve. Ele libera endorfina no organismo e na corrente sanguínea, produzindo uma sensação de euforia e bem-estar. Entre outros motivos que ficam só entre vocês dois.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;