COMO FAZER UM FILME DE AMOR


O longa "Como fazer um filme de amor" revela o processo de construção e os clichês usados em filmes românticos e é a primeira produção do escritor e cronista José Roberto Torero. Na história, os personagens Alan (Cássio Gabus Mendes) e Laura (Denise Fraga) se apaixonam perdidamente, mas precisam lidar com a sombra da estranha morte da esposa de Alan.  Além disso, Lilith (Marisa Orth), assistente de Alan e também apaixonada por ele, tenta impedir a felicidade do casal.

Durante o a história, um narrador oculto (voz de Paulo José) conduz e revela, aos poucos, a fórmula usada nesses tipos de filme. Com isso, desvenda as histórias românticas contadas no cinema e mostra, de fato, como se faz um filme de amor.

O filme foi premiado no Festival de Belém do Cinema Brasileiro de 2004 (melhor roteiro e melhor fotografia) e no Festival do Audiovisual em Recife (Cine PE), também em 2004 (melhor roteiro).

Depoimento dos autores: Como fazer um filme sobre filmes de amor

Pegue quatro amigos sem coisa melhor para fazer (José Paulo Sant’Anna, José Roberto Torero, Luiz Moura e Marcus Pimenta) e coloque-os para ler romances água-com-açúcar do tipo Bianca, Júlia e Sabrina. Mande-os separar os elementos comuns a todas essas histórias e junte-os num único argumento. Depois coloque dois deles (Torero e Moura) para fazer e refazer o roteiro 13 vezes. 

Pronto, eis o roteiro de um filme sobre filmes de amor. Pensando melhor, não foi tão simples assim.
Depois de definirmos nosso triângulo amoroso: Laura (a mocinha, que seria fotógrafa de casamentos, pois essas personagens muitas vezes têm profissões que as deixam próximas do casamento), Alan (o mocinho, rico, belo e com algum problema psicológico a superar), Lilith (a vilã, doentiamente apaixonada por Alan e capaz de tudo por seu amor), nos deparamos com um problema: como montar uma história de clichês sem cair no próprio clichê, ou sem acabar por desaguar num filme com andamento e conclusão absolutamente previsíveis?


A solução que encontramos foi colocar um Narrador que explicitasse todos os recursos, todos os truques baixos de uma história de amor, desde a escolha dos personagens principais até os elementos básicos de roteiro.  

Assim mostraríamos os clichês de forma explícita. Não cometendo-os, mas comentando-os. 

Ao longo deste roteiro publicado na forma de livro, o leitor poderá ler observações pontuais sobre como os roteiristas chegaram a determinadas soluções ou mesmo algumas curiosidades sobre a produção do filme. Esperamos que sejam úteis estas informações adicionais, bem como (e por que não?) as próprias dicas do Narrador sobre como fazer um filme de amor.

José Roberto Torero e Luiz Moura
Ficha Técnica
Ano: 2004  -  Gênero: comédia romântica   -  Direção: José Roberto Torero   -  Elenco: Denise Fraga, Cássio Gabus Mendes, Marisa Orth, André Abujamra, Ana Lúcia Torre , Abrão Farc, José Rubens Chachá, Ilana Kaplan, Carlos Mariano, Maria Manuela e Paulo José (narração)  -  84 min.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;