"A vida é linda..... e existem várias perspectivas! Acreditem! O final de um casamento é frustrante, nos sentimos fracassados por não conseguir levar algo planejado a diante. Mas, temos que ser fortes e convictos. Decididos na vida. "É ISSO QUE EU QUERO? SIM". ENTÃO VAMOS LÁ! Dediquei todos os anos da minha vida em ser quem eu sou hoje. Estudei e trabalhei muito, sem dormir até. Mesmo casada, nunca parei de acreditar no meu sonho e batalhar por ele. Meu ex não compreendia meus pensamentos e o pior não acreditava. 

Eu também dei game over no meu casamento porque ele não entendeu o que é uma família. Preste atenção, eu disse "game over" porque é o jogo da vida. Eu fui a um local e assinei tudo o que tinha para assinar sem pestanejar e rápido, me divorciei.

Papel agente rasga, amassa e vai pro lixo. Padre é um homem como outro qualquer que faz as bençãos. Não é no documento que devemos acreditar e sim no nosso sentimento. Afinal, muitos não se casam na igreja e nem no papel, mas estão juntos e apoiam um ao outro. 

Quando peguei o meu papel de divórcio, eu sorri e me dei conta no mesmo instante que havia me tornado a mulher mais feliz do mundo, talvez até do universo, porque me senti livre! Liberta, hoje eu me pego rindo a toa. Ele que não valorizava as coisas simples da vida, eu que via nas coisas mais simples como um grão, novas idéias. 

Não me envolvi com ninguém desde então porque não é isso que eu procuro para mim atualmente. Eu casei com que eu amava. Me divorciei porque vi que não era amor o que eu recebia. Hoje - passado muito tempo - eu posso ser quem eu realmente sou. Eu encontrei o meu lugar no universo. Ás vezes paro e olho aquela folhinha que cai de uma árvore ou sinto aquela brisa da manhã e penso que para ser feliz não preciso de mais nada. 

Passei a entender o que aconteceu comigo e o porque de todo este sofrimento do passado, e o melhor, vejo com mais claridade o mundo em que estou. No meu caso, meu casamento desfeito era a minha sombra. Ele, minha âncora. Eu não podia nada a não ser a aprender a cozinhar! Coisa que nunca aprendi!!! 

Não me arrependo de ter casado, afinal a força que eu construí com tudo isto me tornou mulher e pronta para encarar o que der e vier sem cometer os mesmos erros do passado. Somos a nossa própria fortaleza. Não podemos almejar a paz mudando de lugar, escolhendo outra casa, trocando de carro ou seja o que for, se a paz que procuramos não estiver em nossas próprias cabeças. Podemos estar em uma confusão, mas dentro de nosso próprio templo, estamos em paz. Eu sou feliz por que tomei a melhor decisão da minha vida! Acredito no amor e se eu tiver que casar de novo, eu caso! Mas desta vez com quem me amar por dentro. Força para vocês !"
Anônima
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. Eu sempre leio é como também escrevo poemas de amor. Adorei passa aqui. E deixa minha pequena frase. É difícil falar da beleza entre o belo é a essência, a uma transparecia. Que só os olhos sabem, e mesmo assim as lagrimas são como o véu. É como olhar para o céu, querendo identificar á luz do sol. Poesia,

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;