'ERA MINHA ALMA GÊMEA', DIZ MARIDO QUE TEVE MULHER ASSASSINADA


O sargento do Corpo de Bombeiros Anderson Costa, 35, publicou na noite deste domingo (9) em seu perfil no Facebook uma carta na qual conta a história de seu relacionamento de sete anos com a professora e estudante de engenharia Jaqueline Madeira do Nascimento, 29. Ela foi morta no sábado (8) na porta de casa, no bairro Colégio, na zona norte do Rio, ao tentar defender a filha de 2 anos de um assalto.

No relato, o marido conta que o casal construiu a residência juntos, na época em que Jaqueline estava grávida da filha mais velha, hoje com 7 anos. "Nos conhecemos ainda na infância, ela com 2 e eu com 7. O mundo deu voltas e quando ela tinha 19 começamos a namorar. Em 2005 ficamos sabendo que a Rafinha estava chegando e marcamos o casório. Não tínhamos nada e ela me ajudava a subir os tijolos com uma barriga de 3 meses", diz na carta.

Por volta das 21h do sábado, a professora se preparava para colocar o carro na garagem de casa, quando foi surpreendida por bandidos em dois carros. Ela teria se assustado com a chegada dos criminosos e um deles acabou atirando quatro vezes. Um dos tiros atingiu Jaqueline e o outro quase pegou na filha de 2 anos. Anderson chegou a levá-la ao hospital com vida, mas ela morreu.

O corpo da professora foi enterrado hoje no Cemitério de Irajá, na zona norte. O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios da capital, e a perícia foi realizada no carro, logo após o crime. O resultado sai em até 30 dias.

Até o momento, não há o retrato falado dos acusados, pois a vítima morreu e a única testemunha é a filha de 2 anos do casal. A suspeita é de que os bandidos sejam de uma das três comunidades da região: Jorge Turco, Sapê e Faz Quem Quer.

Confira a carta na íntegra:

"Amigos, eu tive a oportunidade de encontrar um anjo que se apresentou como gente na minha vida. Nos conhecemos ainda na infância ela com 2 e eu com 7, o mundo deu voltas e quando ela tinha 19 começamos a namorar, em 2005 ficamos sabendo que a Rafinha estava chegando e marcamos o casório. 

Não tínhamos nada e ela me ajudava a subir os tijolos com uma barriga de 3 meses. Fizemos nossa casa, e neste tempo moramos num quarto e depois numa meia água. Partimos pra dentro com apenas um quarto e banheiro e depois fomos fazendo as outras paredes, a Rafa já estava com uns 3 ou 4 meses.

Montamos nossa empresa e em 2007 terminamos nossa casa e em 2008 quebramos e passamos até por necessidades de alimentos, mas sempre estivemos juntos. Em outubro de 2008, ela me indicou para prestar serviços na empresa onde trabalhava e começamos a prosperar novamente. Tínhamos planos para os próximos 10 anos e ela era a única pessoa que sempre soube todos os passos, eu falava que se eu morresse ela iria tocar tudo e fazer o futuro das meninas (a Gabi chegou em 2010). 

Mas ontem Nosso Pai disse que já estava bom e a chamou para junto dele. Eu ficava horas conversando com a minha amiga, na sala, na cama, no café da manhã. Eu tive anos de verdadeira felicidade, pena que a missão dela teve que terminar. Ela era minha amiga, eu consegui encontrar o prêmio que todos procuram, eu encontrei a minha alma gêmea. Ela me ensinou a servir sem propósito, apenas pelo benefício do outro. Ensinou a ter propósito sem pegar na minha mão, eu não era nem tinha nada e hoje tenho projetos sólidos. Ela me tratava como um filho e eu queria protegê-la como uma joia. Eu só não tinha a resposta para este caminho que a vida nos levou. 

Eu confesso que não sou forte e apesar de discutir algumas vezes eu nunca teria peito pra sair de perto dela. Mas não tivemos escolha e agora me prendo ao que ela me ensinou nesta vida de exemplos. Eu não acreditava na pureza de sentimentos e na ingenuidade dos detalhes que ela observava, mas tudo isto me empurra a aceitar mais este desafio e eu realmente acredito que um dia vou encontrá-la e dizer "a missão foi cumprida".

Meus amigos, dediquem um minuto e façam uma oração pedindo paz e tranquilidade nesta nova jornada que ela atravessa. Na tarde passada nossa pequena família feliz dormia juntos depois do almoço e ontem mesmo ela ficou menor, mas temos que continuar a ser felizes e preencher o vazio com os sorrisos dela. Eu estou feliz porquê posso dizer que tenho duas joias, uma com a cara e outra com seu temperamento. Eu estou feliz porquê amei e fui amado, porquê tentei dar de tudo para ela e sei que ela mesmo sem fazer força ela foi muito melhor que eu. 

Que a paz de nosso Divino Deus esteja com você meu grande amor. Te amo para sempre."
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

5 comentários :

  1. Tenha forca e fe em Deus...sempre! Que Deus abencoe sua familia e ilumine muito sua esposa.

    ResponderExcluir
  2. que lindo ela esta com deus e que deus conforte essa familia

    ResponderExcluir
  3. Eu acredito nesse amor, e acredito que essa união ajudou em muito a iluminar toda a humanidade.

    ResponderExcluir
  4. eu tenho tanto p contar mas tenho medo;nao quero fazer nimguem sofre
    mas e eu ate quando vou aguenta isso

    entre o coracao e a razao ha mais de 20 anos

    ResponderExcluir
  5. muito linda ahistória de vocês dois, que Deus te de muita força, felismente tem duas benção na sua vida, fique com Deus.................

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;