ACABOU O AMOR? SAIBA QUANDO O NAMORO VAI MAL

Você namora um garoto que mais parece ter saído de um conto de fadas: bonito, inteligente, educado, carinhoso… Enfim, um verdadeiro príncipe encantado! Mas, como num piscar de olhos, parece que seu interesse por ele não é mais o mesmo. As pernas já não ficam tão bambas quando o beija, o coração não bate mais tão descontrolado. Será que acabou o amor?


Desconfie que o amor acabou quando:
  • Você não tem mais vontade de ver o garoto;
  • Prefere ir para a balada com suas amigas e sem o fofo;
  • Você se interessa por todos os gatinhos que a paqueram;
  • Tudo o que seu namorado fala, você acha sem graça;
  • Fica aliviada quando o garoto vai embora;
  • Falta vontade de beijá-lo com frequência.

Xô, indecisão!

Eta perguntinha difícil de responder, não é mesmo? Ainda mais se o fofo continua sendo o namorado que você pediu aos céus! Vale a pena deixar esse príncipe escapar? Depende. Se você tem certeza de que não gosta mesmo do garoto, o jeito é terminar tudo, fazendo o possível pra não magoá-lo. Mas se aquele ponto de interrogação insiste em rondar sua cabecinha, que tal buscar novas formas de esquentar esse namoro? Quer saber como? A gente ajuda!

Invista no seu amor!

Continua em dúvida? Experimente dar uma sacudida no namoro. Às vezes, o lance apenas caiu na rotina e isso é bem mais fácil de consertar!

Encante seu príncipe: Invista nas pequenas atitudes para surpreender o namô! Deixe uma mensagem romântica no celular, esconda um bilhetinho e um bombom no bolso da calça ou do casaco dele ou espirre seu perfume preferido no travesseiro do gato sem ele perceber (não exagere na quantidade, ok?). Essas surpresinhas vão deixá-lo doidinho de saudade!

Proponha novos programas: Que tal comprar ingressos para assistirem juntos ao jogo de futebol do time que seu namorado torce? Ele vai ficar feliz e vocês vão se divertir muito no estádio! Um piquenique no parque com guloseimas preparadas por você mesma também é tudo pra esquentar o romance!

“Não quero mais”

Depois de pensar muito, você chegou à conclusão de que, apesar do gato ser tudo de bom, já não rola mais amor. Então, o jeito é terminar tudo antes que as coisas piorem! E, se o fofo gosta mesmo de você, não tem como ele não ficar chateado. Mas você pode tomar alguns cuidados para não despedaçar de vez o coração do carinha.

Assuma os riscos: Não fique inventando defeitos no garoto só para se livrar do sentimento de culpa. Sabe aquela história de “o problema não é você, sou eu”? Pois é, o lance é deixar bem claro que ele é, sim, um namorado quase perfeito, mas que, infelizmente, já não é mais o dono do seu coração. E não adianta: essa parte do nosso corpo não se controla mesmo!

Respeito é bom e todo mundo gosta! Se ele precisar de um tempo para assimilar o fim do namoro, entenda! É lógico que você quer continuar a amizade, e deve dizer isso ao menino, mas não vale forçar a barra, ok? Cada pessoa tem seu tempo para colocar os sentimentos em ordem e, para isso, se distanciar da causa do sofrimento pode ser uma alternativa. Uma hora o gato vai esquecer a tristeza e, aí, com certeza, a amizade pode recomeçar.
Margareth dos Reis
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;