Terapeuta ensina algumas perguntas que podem ajudar quem teve o coração partido

Terminar um casamento ou relacionamento longo é sempre difícil, afinal uma grande parte da sua vida e muita dedicação foram investidas no outro. Na tentativa de superar a separação, é comum tentar encontrar em um novo namoro parte da autoestima perdida a e solução para o vazio no coração. Porém, a terapeuta  Beth Tiger, colunista do site “Your Tango”, alerta que não estar preparado para dividir sua vida novamente e mesmo assim insistir em engatar um relacionamento pode trazer só mais dor de cabeça.

Para ajudar quem teve o coração partido a saber se já está pronto para outra, a especialista recomenda que a pessoa se faça cinco perguntas. Confira quais são:

1. O que queremos com este namoro?

Você quer uma relação duradoura ou uma paixão de uma só noite? Seja honesta, sem se sentir envergonhada de desejar apenas algo casual. Não minta ou se comprometa apenas para manter a pessoa por perto - se fizer isso, está fadada ao desastre.

2. Você quer contar a história de sua separação e/ou ainda bater no seu ex?

É importante dividir seu passado com o novo parceiro, mas se você ainda está lidando com sentimentos como raiva, tristeza ou arrependimento, talvez precise gastar um pouco mais de tempo limpando seu coração para dar espaço a outra pessoa. Não começe a relação sem ter superado o passado, pois é injusto com o outro.

3. Você está pronto para conversar?

Se não consegue falar sobre sexo, não deveria estar fazendo isso. É preciso se sentir segura em uma relação para estar completamente aberta. Portanto, se você não pode falar sobre doenças sexualmente transmissíveis, monogamia ou o que quer na cama, não continue.

4. O que você procura em um novo parceiro?

Muitas vezes parece que atraímos aquilo que não queremos, mas mesmo assim insistimos. Por isso, foque no que você realmente deseja e não desista.

5. O que você quer levar para a nova relação?

Se existem coisas que você quer levar para o namoro, tenha certeza de que elas fazem parte de você.  Se quer alguém responsável financeiramente, seja assim também. Se quer alguém plenamente confiável, tenha certeza de que sua palavra é impecável.

Não busque um amor que lhe dê uma vida plena – você já deve tê-la conquistada. Desta maneira, as novas relações vão deixar ainda melhor o mundo que você construiu para si. 
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

3 comentários :

  1. legal este texto, penso que estou preparada! Quero namorar, mas falta namorado! hehehe

    ResponderExcluir
  2. O ruim é quando já estamos preparada a tempos e não aparece o nosso principe. rsrsrsr

    ResponderExcluir
  3. é verdade eu estou esperando o meu e até agora nada.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;