O AMOR COMO UM JOGO DE PEÇAS MAL ENCAIXADAS

"Tenho 27 anos, sou casada e mãe de uma filha linda. Fiquei separada um ano e meio e neste período me envolvi com um rapaz que me fez feliz, porém me traiu, desconsolada acabei reatando com o marido, que é bom, honesto, maravilhoso, mantive um relacionamento com ambos por mais de um ano, só que faz 4 meses que nasceu minha Alice, por ela parei de fumar, de beber, de sair... dedico tudo a ela e nunca fui tão feliz. Tudo melhorou em minha vida e casamento depois dela. Mas hoje o outro me mandou um e-mail dizendo que minha filha é linda como eu, que está feliz, que sente saudades e que não me esqueceu... Estou chorando até agora, porque isto me abalou, senti saudades, vontades e sinto medo dos próximos dias, eu fujo, luto contra mim mesma, e juro que não queria que fosse assim... se alguém tiver uma palavrinha agradeço. (Anônima - comentário na mensagem "Lei de Amor" rege as relações)


Tentação. Em quase todo relacionamento haverá dia em que você questionará seu nível de comprometimento. Você ama seu parceiro, mas a relação ficou sem sal. Ou previsível. Ou cansativa. Ou enlouquecedora. E eis que surge alguém que a surpreende com uma mágica que você não sente há muito tempo e, de repente, a vida parece bela e colorida novamente. O que você faz? Como você lida com uma atração que parece tão poderosa? Como é que você pode deixar de seguir uma conexão tão forte para ver onde o levará? Quando essas perguntas surgem em um relacionamento, ameaçam os alicercer sobre os quais se constrói a parceria: confiança, integridade e comunicação. E ainda assim temos de responder, de alguma maneira, ao impulso insistente em nossos corações e espíritos de tentar algo novo.

Se você ficar tentado a ter um caso, esteja ciente de que isso também é uma oportunidade de expandir sua consciência. Expandir sua consciência pode ser a última coisa em que você está pensando quando o desejo está cantando seu nome, mas aqui também a consciência emergente é o ponto principal.

Quase todo mundo se depara com a tentação de dar uma escapada mais cedo ou mais tarde. Não é errado considerar essa possibilidade, e isso não faz de você uma pessoa ruim. A monogamia é, no mínimo, desafiadora, pois cada um de nós possui tantos aspectos diferentes que é quase impossível sentir-se satisfeita e realizada com uma única pessoa durante muitos anos. Mas como você sabe a esta altura, nossos parceiros não estão em nossas vidas somente para nos satisfazer e realizar; eles têm uma missão muito superior. Além de nos trazer grande alegria, eles estão aqui para nos ajudar a avançar na jornada da alma.

Conforme atravessamos as várias provas de um relacionamento compromissado, devemos ser desafiados e inspirados a refinar nossos instintos superiores. A maneira como nos comportamos com um parceiro nos ajuda a ver do que somos feitos e que aspectos do nosso caráter precisam ser trabalhados. Então, um possível caso, ainda que possa parecer ameaçar nossa imagem espiritual, também oferece aquela receita perfeita para exigir nossa atenção de modo que possamos ir mais fundo em nosso trabalho interior. Mais uma vez somos convocados para ver se podemos agir com compaixão e sabedoria ou se ainda estamos apegados aos ideais mais individualistas do ego. Intelectualmente, podemos saber o que é certo, mas será que conseguimos agir de acordo com nossa consciência? Nada nos põe mais sob pressão do que querer alguém de todo o coração e, ainda assim, medir as consequências de maneira refletida.

Encontrar alguém por quem você se sente atraída desperta partes suas cuja existência você pode ter esquecido. Os sentimentos suscitados no começo de nosso relacionamento compromissado podem ter sido maravilhosos também, mas se você  não tiver tomado o cuidado de manter a chama acesa, o relacionamento provavelmente esfriou depois que você se acomodou em sua vida e foi dominada pelas preocupações do dia a dia. Seu mundo -- tanto interno quanto externo -- pode subitamente virar de cabeça para baixo e do avesso quando se considera a possibilidade de ter um caso. Que espelho ideal para enxergar melhor quem você é e o que está aqui para fazer! Às vezes as coisas precisam ser sacudidas para que todas as peças possam se encaixar de uma maneira nova e mais refinada.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;