AS PAIXÕES E O AMOR

Sem me recordar exatamente onde, li uma frase onde John Lennon dizia que ninguém será capaz de se apaixonar ou de ser feliz, antes de se tornar apaixonado por si mesmo.

Além de compor músicas com mensagens maravilhosas como "Imagine", na frase John Lennon resume o que normalmente levamos décadas para perceber: só quando gostarmos de nós mesmos é que seremos capazes de verdadeiramente nos apaixonar por outra pessoa.

Interessante é que o autor se refere à paixão, mas não ao amor, o que é muito diferente e quando disse isso talvez pretendesse falar exclusivamente de paixões ou - como nos deixou muito jovem -, nem ele próprio já possuísse maturidade suficiente para amar verdadeiramente.

Atualmente os jovens ficam, namoram, noivam e se casam exatamente como seus pais fizeram, com a diferença de que em seu tempo, eles não "ficavam" e tinham muito menos liberdades sexuais.

Tudo isso normalmente ocorre durante uma fase em que as pessoas ainda não conhecem a si próprias, mas pensam já haver encontrado o amor de sua vida, aquela com quem gostariam de constituir uma família, ter filhos, netos e envelhecer junto.

Sentimentos de atração, desejo e excitação por outras pessoas ocorrerem centenas de vezes durante a vida e podem virar paixões, mas não são suficientes para se transformar em amor.

Estamos apaixonados quando nos tornamos incapazes de tirar aquela pessoa de nossas mentes e a todo instante queremos estar ou falar com ela, tocar sua pele, pegar em suas mãos e sentir seus lábios nos nossos.

No meio de um estudo na biblioteca ou durante algo que nos prenda a atenção, mesmo sem naquele momento querer ou poder, perdemos completamente a concentração para nos lembrarmos dela, com quem sonhamos e sentimos prazeres, ainda que estejamos muito distantes.

Independentemente da idade, as paixões mexem conosco, nos deixam alegres, esperançosos e cheios de desejos, físicos e mentais, fazendo com que voltemos a sentir as mesmas tensões e ansiedades amorosas da juventude.

Penso que já estamos preparados para um verdadeiro amor quando, com o amadurecimento e as paixões já vividas, vamos conseguindo distinguir sutis diferenças entre estas.

Detalhes antes imaginados muito importantes, como o físico, vão gradativamente perdendo a importância na avaliação de seus sentimentos enquanto outros, como os princípios éticos, morais, circulo de amizades, nível educacional e cultural vão sendo mais valorizados.

O companheirismo, a amizade e objetivos passam a ser considerados muito mais valiosos do que os quilos da balança ou a quantidade de rugas e cicatrizes.

Esse é o momento em que a próxima paixão, adicionada desses ingredientes, se transforma em algo bem mais sublime e diferente das anteriores, o amor.

Esse é o verdadeiro amor, maduro, calmo, sem cobranças, buscado por todos, alcançado por poucos e livre a ponto de se sustentar com todas as portas e janelas abertas.

O amor maduro é o que só consegue enxergar belas histórias de vida nas rugas do companheiro e que provoca a vontade de roubar uma flor de um jardim, somente para ver o sorriso da amada ao recebê-la.

Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

12 comentários :

  1. Nossaaaa....lindo texto! Eu amei!
    Mas hoje eu vim te desejar um Natal iluminado de paz e alegrias!
    E um 2012 cheinho de coisas incrivelmente belas, doces e felizes!
    E não deixe de vir me visitar, ok?
    Bjs
    Borboleta

    ResponderExcluir
  2. Não sou espirita,porém me apaixonei por um homem espirita.Somos de classes diferentes e valores diferentes.Sinto que ele me corresponde,porem somos comprometidos!Nos encontramos em um curso em que eu não queria cursar.Nossos olhares se encontraram e não conseguimos mais parar de nos olhar-mos.Será que foi um encontro carmico? Não consigo esquece-lo! Porque?
    Espero uma reposta!

    ResponderExcluir
  3. EU Consegui ativar os novos Botoes do Facebook 2012, sao perfeitos adoorei *-*, quer colocar no seu tambem ? eu aprendi aqui >>> @[196770597085189:0]

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. O amor é sempre fundamental , nesse momento sou a mulher mais feliz da face da Terra .O amor verdadeiro, permanece intacto mesmo quando há pessoas que não querem ver o casal bem. Sinto muito ,mas o que Deus criou para que existisse ,não há força nenhuma que destrói.Amor a cada dia te amo mais .

    ResponderExcluir
  6. Teu blog é ótimo. Não, apaixonante!!!!

    ResponderExcluir
  7. cris martins jan 28, 2912, 11:14 AM
    Amei seu blog..é como ja disseram é aapaixonante!! demais!!!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  9. adorei esse blog é dimais

    ResponderExcluir
  10. O amor maduro é quando somos capazes de deixar as portas e janelas escancaradas sem o medo da perda, é alegria da pela felicidade do outro, é envelhecer sem ter medo da velhice. O amor verdadeiro é privilégio de quem não olha o físico, não se incomoda com a distância e não exige nada, porque tudo que precisa vem naturalmente...é o amor que tenho o privilégio de sentir por alguém!EU TE AMO

    ResponderExcluir
  11. Olá, pela primeira vez que entro nesta página, e estou muito encatada pelo texto, pela simplicidade, pela sensação de prazer ao estar aqui deixando um comentário.

    Sou espiríta, acredito com muito fervor nesta doutrina, sou extremamente feliz em ter seus ensinamentos. Nós, seres humanos, precisamos aprender mais sobre o amor. Entender sobre o que ele é, o que ele faz, o que ele nos proporciona.. Eu conheço uma pessoa há 5 anos, ela é irmã do meu padrasto, e de maneira muito 'esquisita' eu fui sentindo por ela um amor incondicional, amor de mãe para com a filha. Ainda hoje sinto uma sensação diferente, sinto que ela um dia já tenha sido minha filha. Porque não sei explicar o porque de tanto cuidado, carinho, amor, dedicação com ela. As vezes chego a querer embalar seu corpo em meus braços.. E o mais engraçado é que ela possue 15 anos de idade a mais que eu. Até brinco com ela dizendo que, quando fez 15 anos de idade eu possuía 2 meses de idade, exatos.

    Bom, desculpa a empolgação, é que eu gosto muito de falar desse assunto, me dá muita alegria. Adorei o texto, o site é belissimo, gostei muito e quero continuar lendo os textos por aqui. Parabéns.

    Beijoos.

    (Tenho um blog, qualquer coisa, estou por aqui- babypontes.blogspot.com/)

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;