Como informado anteriormente, quem desejar conversar ou mandar algum recado para Raquel, basta escrever para o Amor de Almas (amordealmas@uol.com.br). Todas as mensagens serão encaminhadas diretamente a ela, que responderá na medida do possível.

E para ordenar estas idéias, decidi reunir nesta postagem as perguntas feitas à Raquel e por ela respondidas. Para preservar a intimidade dos leitores, todos serão identificados apenas pelas iniciais. 

Carolina Oliveira - Editora
* * *
PERGUNTAS À RAQUEL :

"Raquel, você não fala na sua história sobre o que aconteceu com seu ex-marido. Você realmente se sentia atormentada pelo seu espírito ? E queria saber como foi que seu "ex" a deixou em paz ?" Ass.: E.  (pergunta enviada por e-mail).

RESPOSTA: Olá. É, foi sim. Todos do centro me ajudaram e trabalharam nisso. Eu fiz minha parte também com muitas orações. Se por acaso você estiver com algum problema em relação a isso, a melhor coisa a fazer é procurar sim ajuda em uma casa espírita. Um abraço. Raquel 

 * * *

"Oi Raquel, queria saber de você como consegue viver em paz nos dias de hoje, sabendo que sua alma gêmea não vão ficar juntos ?  Você parece ser bastante sensata, mas teria coragem de algum dia, num momento de ''desespero'' procurar por ele. Eu, mesmo sabendo que eu e o meu amor também não podemos ficar juntos, sinto às vezes este desespero. Sabe, não sei explicar, tenho vontade de esquecer de tudo e ir ao encontro dele. Está difícil controlar. Como você consegue aceitar tudo assim?" Ass.: R. (enviada por e-mail)

RESPOSTA: Olá. Bom! Eu consigo sim viver em paz , talvez não viveria se eu tivesse tomado outra decisão, como eu não poderia estar em paz, se eu fiz algo que julgo raro, eu pensei em todos, antes de pensar em mim mesma! 

Como eu disse na história não é fácil e não foi fácil pra mim , sempre me vi de mãos atadas, não tinha nada o que eu pudesse fazer. Ele sempre soube dos meus sentimentos por ele, e ele também sempre dizia que amava a namorada dele, entendem ? Não tinha nada o que pudesse fazer e ponto. E você fala que as vezes te dá um (desespero), eu diria ao contrário, ao meu ver, é uma vontade que sentimos quando amamos uma pessoa, uma vontade de estar com a pessoa, de abraçar, de beijar e de fazer um carinho e receber também, isso não é desespero e sim vontade, desejo de estar ao lado da pessoa, é normal mesmo quando amamos alguém. Você diz também que as vezes você sente vontade de esquecer de tudo , eu não sei o que é esse seu ''tudo'' , mais pense se vale a pena passar por cima de tudo mesmo, eu acredito que tem coisas que não dá pra esquecer, dependendo do nível do caráter de cada um! 

Sabe eu sou do tipo de pessoa que pensa assim: me coloco no lugar da pessoa primeiro, ai depois vejo se eu gostaria ou não que tal situação fosse comigo.. (Eu não desejo para os outros o que eu não quero pra mim). Acho que todas as pessoas deveriam pensar assim. Mas eu entendo você sim, só tenho uma coisa a dizer siga sempre a voz do seu coração, pois ele , é o nosso melhor conselheiro... Sua ultima pergunta é como eu consigo aceitar tudo assim? Agora sou eu que ter pergunto... (risos) Assim como? Numa boa? Se for.... A resposta é simples... Eu aceito de coração aberto, tudo o que Deus tem pra mim ! Mesmo porque não vejo outra solução a não ser aceitar, e no meu caso fica fácil porque eu tenho o carinho e a amizade dele, isso é o que importa.. Um Abraço. Raquel

* * *

"Queria saber o pq que seu pai nao aceitava e nao gostava do seu ex-marido? De certa forma foi por isso q vc passou por tudo q passou seu pai p mim tem uma culpa significante pelo seu sofrimento tem alguma explicação algum motivo?"  Ass.: E.S. (por e-mail)

RESPOSTAMeu pai culpado ? De jeito algum ... Meu pai não teve culpa de nada ... Aconteceu porque tinha que acontecer e pronto. Hoje eu sei que precisava passar por tudo que passei para poder evoluir... Agora, essa tua pergunta me acompanhou por muito tempo, quantas vezes eu perguntei isso á ele na época , a resposta dele sempre foi essa. (Não vou com a cara dele , não gosto dele e ele dizia também que ele não era ''homem ''para mim) ,ele nunca deixava prolongar o assunto , dizendo que não gostava nem de ouvir o nome dele...Enfim, era eu que tinha que gostar dele , e não meu pai, a não ser se meu pai tivesse algum motivo mais serio em não permitir o nosso namoro , alguma coisa que ele podia saber dele , que eu desconhecia. Perguntei isso ao meu pai , ele disse que não sabia de nada de errado da vida dele ,que não era esse o motivo , e sim por não aprovar mesmo o nosso namoro, e eu não entendia o porque disso...Dessa implicância da parte do meu pai
 
Então foi quando eu decidi ir morar com ele, e depois aconteceu tudo que voceis já sabem. Acho que no fundo meu pai sentia que ele não me faria bem ! E meu pai estava certo mesmo...O único e o maior bem que ele me fez foi esse: (A MINHA FILHA). Sou eternamente grata ao meu ex - esposo por isso...Eu não tenho e não guardo mais magoa alguma dele...E eu sei que ele está bem!
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

21 comentários :

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. meu amigo ai de cima nao deve ter lido a historia né, kkkkk não é possivel...
    como assim o cara nao é a alma gemea dela, le a historia primeiro, principalmente na parte q ela viveu a (EQM)ok..depois vc vem falar alguma coisa ..o povo ignorante

    ResponderExcluir
  3. genteeeeeeeee ..vcs não leu o que o pessoal do bolg postou (HISTORIA DE AMOR E DESABEGO)será q é dificil de entender......Essa moça desapegou dele , hoje eles são ''amigos''se isso está bom pra eles ,o que é que vcs tem com isso
    isso vale para os
    (comentarios da parte final tb)
    que esta uma discução lá incrivel

    ResponderExcluir
  4. vdd eu concordo..e outra a moça nem falou muito do personal na historia dela , so falo o necessario no final ,ela fala mais é do ex-marido, da experiencia dela na nossa religião, do que ela viveu em outra vida dela com o personal ,com o PEDRO,nem fala muito do q eles vivem hoje e esta todo esse avorosso que é isso? PAREM !
    uma historia linda como essa, que só serve de exemplo , e que fala tanto sobre ''ESPIRITISMOOOOOO''
    e não da vida deles de hoje..

    ResponderExcluir
  5. obrigada querida pela resposta

    ResponderExcluir
  6. eu estava esperando minha resposta por e-mail nao sabia que estava sendo publicada aqui , é bom pq assim todos leem... e evita varias pergntas
    abrigado pela resposta tbm...valewww

    ResponderExcluir
  7. oiee Carolina e Marcos eu estou acompanhando sim os comentários , sempre que posso, eu gostaria que vocês interferissem em alguns comentários ,pedindo de alguma forma para os leitores se conter nos comentários e serem menos maldosos, a reação de algumas pessoas não foram legais , e digo mais estão sendo injustos com o personal , criticando e julgando, sei que vocês não tem culpa , eu sei que isso faria parte , e sei também que os comentários ficaram (maldosos) depois que ele deixou o comentário aqui, talvez eu não deveria ter permitido que ele fizesse o comentário , mas também eu não sabia o que ele ia escrever aqui , e muito menos que as pessoas iriam reagir dessa maneira..

    Enfim estou escrevendo para pedir que vocês tirem do blog o comentário dele , quero polpa - lo disso , porque realmente ele não merece , isso está me fazendo mal , porque tem comentários fortíssimos aqui capaz de magoar profundamente ele , eu não quero isso, mesmo porque a história é minha e ele só faz parte dela!
    Agradeço desde já...
    Raquel

    OBS: Eu enviei esta mesma mensagem há vocês á poucos minutos por e-mail , mas resolvi postar aqui também para que os leitores (possam ver )...

    Ass: Raquel

    ResponderExcluir
  8. Olá Raquel,

    Quanto a seu pedido, tenho que recorrer a nosso “Código de Conduta” para poder respondê-la.

    ----------------

    Código de Conduta

    “1. O Blog Amor de Almas incentiva o debate responsável e é aberto a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas. Serão deletados comentários contendo: insultos, difamação e/ou manifestações de ódio e preconceito.

    “2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados: ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições e qualquer outro tipo de constrangimento.

    “3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate.

    “4. Ao critério do blog, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras”.

    ------------------

    Com base em tais informações, posso lhe prometer uma revisão dos comentários até agora aprovados, mas nenhum deles será excluído ou editado se não ofender as regras acima. Pelo mesmo motivo, não podemos excluir a manifestação de “Personal” sem que ele próprio manifeste este desejo. A princípio, retiraremos tão-só a reprodução de seu comentário, inserida na postagem “Aceito o destino de coração aberto”.

    Lamento não poder lhe atender inteiramente sem violentar os princípios do blog e o princípio da liberdade de expressão.

    Um forte abraço.

    Carolina de Oliveira
    Editora

    ResponderExcluir
  9. era isso que eu queria saber ,sobre pq o pai dela nao aceitava o seu namoro,eu tbm cheguei a pensar q talvez ele tinha alguma coisa concreta contra o cara, mais ja ta respondido.
    essa moça responde muito bem , ela se explica ao maximo ...pra q possamos entender bem..
    parabéns ao blog pela historia postada
    felicidades pra vc Raquel...

    ResponderExcluir
  10. obrigada raquel por tudo , e nem liga para os comentários de certas pessoas
    tem gente q gosta de ser do contra mesmo
    muito legal da sua parte tbm em querer proteger ele, e vc falou tudo garota rsrs

    ResponderExcluir
  11. depois dessa vai todo mundo fica kietinho hahaha, ou pensar duas vezes o que vao comentar hehehehe

    Sua historia é uma lição de vida ...
    felicidades p vc

    ResponderExcluir
  12. ela fala muito bem , sabe se expressar, olha o nivel dela


    (oiee Carolina e Marcos )

    ignorando certos leitores ,pq ela poderia ter pedido diretamente a certos leitores para pararem de fazer tais comentarios, mas não... se manteve no nivel dela , sem se rebaixar ...é isso ai ...tem classe essa moça
    adooooooooooooooreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  13. é claro que ela fala bem e sabe se expressar , ela é publicitária

    ResponderExcluir
  14. sera q essa historia tem direitos autorais ? pq ja tentei copiar e colar e nao da p copiar , vou imprimir e mostrar a um editor de livros ele vai se interessar...

    ResponderExcluir
  15. http://www.amordealmas.com/2008/01/almas-que-se-encontram.html

    acho que algumas pessoas não são leitores do blog , porque se fossem iam entender do assunto , peço pra que leiam isso antes de comentar algumas asneiras nessa linda historia...

    ResponderExcluir
  16. cetas pessoas não entende de amor de almas e fica julgando o rapaz aff...

    ResponderExcluir
  17. Olá Raquel,

    Quanto a seu pedido, tenho que recorrer a nosso “Código de Conduta” para poder respondê-la.
    __________________________

    Código de Conduta

    “1. O Blog Amor de Almas incentiva o debate responsável e é aberto a todo tipo de opinião. Mas não aceita ofensas. Serão deletados comentários contendo: insultos, difamação e/ou manifestações de ódio e preconceito.

    “2. É um espaço para a troca de idéias, e todo leitor deve se sentir à vontade para expressar a sua. Não serão tolerados: ataques pessoais, ameaças, exposição da privacidade alheia, perseguições e qualquer outro tipo de constrangimento.

    “3. Incentivamos o leitor a tomar responsabilidade pelo teor de seus comentários e pelo impacto por ele causado: informações equivocadas devem ser corrigidas, e mal entendidos, desfeitos. Dos leitores, não se cobra que concordem, mas que respeitem e admitam divergências, que acreditamos próprias de qualquer debate.

    “4. Ao critério do blog, serão bloqueados participantes que não respeitarem este conjunto de regras”.

    ___________________________

    Com base em tais informações, posso lhe prometer uma revisão dos comentários até agora aprovados, mas nenhum deles será excluído ou editado se não ofender as regras acima.

    Pelo mesmo motivo, não podemos excluir a manifestação de “Personal” sem que ele próprio manifeste este desejo. A princípio, retiraremos tão-só a reprodução de seu comentário, inserida na postagem “Aceito o destino de coração aberto”.

    Lamento não poder lhe atender inteiramente sem violentar os princípios do blog e o direito à liberdade de expressão.

    Um forte abraço.

    Carolina de Oliveira
    Editora

    ResponderExcluir
  18. nossaaa muito lindo o que ela disse na resposta dela

    nessa parte aqui




    A resposta é simples... Eu aceito de coração aberto, tudo o que Deus tem pra mim ! Mesmo porque não vejo outra solução a não ser aceitar, e no meu caso fica fácil porque eu tenho o carinho e a amizade dele, isso é o que importa.. Um Abraço. Raquel


    lindooo esse carinho dela por ele apesar de tudo q ela sente por ele é vdd mesmo o ''bom' disso tudo é que
    (os dois se gostam e sao amigos)

    queria eu ter conseguido pelo menos isso da pessoa q eu amo

    ResponderExcluir
  19. eu tbm gostaria de ter a amizade da pessoa q eu amo... ela falou tudo!!!
    apesar de tudo é isso mesmo que importa...

    ResponderExcluir
  20. Tive um grande amor... isso aconteceu em 94. Ele namorava sério, mas não nos impediu de um envolvimento inesperado. Logo percebi que ele não poderia ir além daquilo. Tivemos uma conversa muito dolorosa para ambos e acertamos que não dava mais. Sofri muito. Ele ficou noivo. Em 96,era tarde de noite quando voltava do trabalho, encontrei-o no ônibus, ele segurou minha mão, passou a mão no meu rosto, nos beijamos e ficamos junto naquele dia. Eu não entendi, na época, uns 3 meses depois, ele se casou.
    Em 98, nos encontramos na rua e almoçamos juntos, nos beijamos. A esposa tinha tido um aborto. Em 99, ele teve uma menina. Sabia onde encontrá-lo, levei um presente para a criança. Em 2002 (eu estava naorando há quase 2 anos), ele me ligou, nos encontramos. Nos encontramos de novo e nos entregamos. Tivemos alguns encontros e decidi me declarar. Disse: EU TE AMO. Ele saiu sem dizer nada e não nos falamos mais. Só nos vimos por aí.
    Me apaixonei novamente, vivi outros amores, mas quando acabavam, eu pensava nele.
    Ano passado (agosto/2011), estacionei o carro na frente de um mercado a 45º... ele vinha pela calçada, me observando. O encontro foi inevitável. Entrei no mercado, ele me acompanhou. Fique com taquicardia, perdi o compasso e ele me seguindo dentro do mercado. Ele me segurou, me beijou e eu correspondi. Do lado de fora, ele quis me beijar de novo, não deixei. Ainda falei: "Até parece que sou eu que devo" e "Já pensou se me veem aqui?" Dei meu telefone. O dias se passaram, ele não me procurou e quando o encontrei, ele fez que não me viu. Fiquei muito triste. Escrevi pra ele no trabalho, disse que pensava nele, que tinha saudades, mas que pelo jeito, ele tinha se arrependido. Eu o respeitaria, como sempre respeitei, porque eu não tinha o direito de pedir nada.
    Esse ano, em junho, ele se divorciou e parece que foi por traição. Não tenho certeza. Ele tem sofrido muito, tem sido um tempo difícil da vida.
    ESTOU me preparando para procurá-lo. Vou tentar. QUERO VIVER ESSE AMOR. Estou preparada para o que for.

    ASS. Amor impossível

    ResponderExcluir
  21. vou contar a minha história , ha 40 anos atras tive um amor arrebatador namoramos 4 anos um amor intenso ....de uma hora para outra ele não me quis mais ..trez meses depois estava casado , ,ele morava quase em frente á minha casa ..imaginem só .Bom continuando .....amei ..mas amei desesperadamente essa pessoa ,o tempo foi passando me casei ..moro em outra cidade ha 12 kms da que nós moravamos ..nunca mais o vi , as vezes, volto ha cidade onde nasci ,,procuro em todos que passam o rosto daquele que foi meu único e verdadeiro amor , estou casada ha 37 anos ,tenho um exelente marido ..mas eu nunca parei de pensar nele nem um minuto da minha vida ..os dias se passam ,o anos ,e eu continuo amando aquele homen como nunca , ele esta como nunca vivo em meu coração ..passe o tempo k passar ainda quero viver esse amor...quero parar de sofrer..... ass. vivo de sonhos

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;