ESTUDANTES PESQUISAM SOBRE AMOR NA WEB

Grupo da UFRJ criou perfis falsos em sites de relacionamento, como um exclusivo para virgens

Os pesquisadores Isabela, Daniel, Rafael e Maria Eduarda
Uma foi aceita em site que seleciona participantes pela beleza. Outro usou versículos da Bíblia para se dar bem no "xaveco evangélico". Teve a que não passou no crivo rígido dos que só se relacionam com quem (ainda) não fez sexo. Em compensação, um dos rapazes só passou a se comunicar quando postou foto de um órgão sexual (capturada na internet).

Eles são os infiltrados. Um grupo de 25 anos alunos da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que fez neste ano perfis falsos em mais de duas dezenas de sites de relacionamento para "compreender o amor nos tempos da internet", nas palavras da professora e coordenadora de Jornalismo, Cristiane Henriques Costa.

A pesquisa P@r Perfeito, projeto de pós-doutorado de Cristiane, estará em jornal, livro multimídia, blog e aplicativo para iPad, com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj). Por enquanto, o making of pode ser acompanhado no www.blogparperfeito.blogspot.com. "A ideia é que o leitor mergulhe nesse mundo paralelo. Mesmo sem entrar nos sites de relacionamento, ele poderá conhecer e acompanhar os diálogos que permitiram a pesquisa", diz Cristiane.

Segmentação. A jornalista começou a pesquisar o amor virtual há cinco anos. Surpreendeu-se com o grau de segmentação, mais recente. Há, por exemplo, sites para casados que querem pular a cerca, como o Second Love. Já o SexNation permite que participantes troquem fotografias em posições eróticas. Tudo é mostrado, menos o rosto.

"O primeiro passo é orar, o segundo, procurar" é o lema do Amor em Cristo, que pretende unir evangélicos.

Há ainda sites para gordinhos, gays, para os que têm mais de 40 anos, para feios, para lindos - no Beautiful People, o novo integrante publica a foto e precisa da aprovação dos demais internautas. "Este chegou a sugerir, nos Estados Unidos, a criação de um banco para venda de óvulos e esperma, uma proposta de eugenia que não foi adiante", diz Cristiane.

Já no We Waited, no qual estão inscritos pouco mais de cem brasileiros, para ser aceito é preciso fazer parte de uma das duas categorias: "100% virgem" ou "inferior a 100%". Até os egoístas têm chance de encontrar a cara-metade no Attlasphere, criado por fãs da escritora Ayn Rand, cujas obras pregam o individualismo, o egoísmo racional e o capitalismo - este não faz parte da pesquisa do P@r Perfeito: foi descoberto quando os pesquisadores já estavam "em campo". 

Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. As relações virtuais merecem mesmo serem objetos de estudo. Enqto rola todo tipo de relacionamento e sites que atendem a todos os segmentos, continuamos sem saber o nome do vizinho, sem dar abraços e bjs nos que estão ao lado, e sobretudo, nos escondendo atrás de uma tela ou mostrando só o que interessa!!! Pobre mundo, pobres relações, pobres amores...

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;