A VIDA, A MORTE E O AMOR DE DANIELA

O amor de Daniela morreu. Poucos dias após seu casamento. Vocês devem ter visto essa notícia. Daniela de Assis e Renato de Souza Ferreira se casaram na enfermaria do Imip, hospital do Recife, onde ele vinha se tratando de um câncer desde 2008. Juntos desde 2004, planejavam se casar quando descobriram a doença. E adiaram o plano. A prioridade era cuidar da saúde dele. A vida de Daniela, costureira, se tornou a rotina de todos aqueles que cuidam de alguém doente. Hospital-casa-hospital. Ver os outros morrendo de câncer. Contar com a ajuda alheia. Viver a rezar. Celebrar as pequenas vitórias.

O casamento deles, com tudinho que tinha direito, foi um presente da equipe de enfermaria que acabou contagiando o hospital todo. Tanto que depois disso o setor de oncologia do hospital decidiu criar a “caixa de desejos” para atender os sonhos de doentes terminais.

Após a morte de Renato, Daniela continua frequentando o Imip não só para ir ao psicólogo, mas também porque fez ali uma família. De toda a tristeza que leva no peito, ela me contou em entrevista na semana passada que nunca vai se esquecer de duas coisas: dos olhinhos dele brilhando quando a viu vestida de noiva (que ela também ganhou) e do carinho de toda a equipe do hospital com eles e com cada paciente que chega ali.

O amor de Daniela não morreu. Ele se transformou. “Quero ser enfermeira e retribuir todo o amor que o Renato recebeu enquanto doente”.

Débora
Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

2 comentários :

  1. Não sei com começar...bom as vezes até com um pouquinho de vergonha...mais ai vai....tenho 26 anos e nunca tive um namorado, nao sei porque isso acontece, acho que sou até um pouco inesperiente no caso,todas minhas amigas, mais novas que eu ja namoram e eu nao condigo um namorado. as vezes acho que sou um caso perdido, imploro pela ajuda de voces ou de alguem que leia esse dpoimento espero resposta, desde ja obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Olá se vc quiser conversar um pouco, pode me dar o seu msn, Deus sempre esta conosco, nunca pense que é um caso perdido

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;