UMA HISTÓRIA CONSTRUÍDA EM OUTRAS VIDAS

"Achei esse blog por um acaso e fiquei super emocionada com os depoimentos de pessoas que vivem ou viveram algo parecido com o que vivo.

A minha história não difere das demais, ela é repleta de sonhos e esperança. Também procuro aqui explicações para o que chamamos de almas gêmeas, ou melhor dizendo almas afins.

Conheci o grande amor da minha vida a  cerca de sete. Vivemos uma paixão enlouquecedora, cheia de desejos, mas eu era muito imatura e não o levei muito a sério. Ele queria me namorar eu não quis, e com o tempo fomos nos afastanto. Esse relacionamento durou dois meses e meio. 

Com o passar do tempo fui percebendo a falta que ele me fazia e  corri atrás do prejuízo. Porém naquele momento era tarde, ele já estava com outra pessoa e acho também que por orgulho ele não me quis mais. Durante todo esse tempo, nos reencontramos várias vezes. Mas nunca deu certo. Ele já namorou várias outras mulheres e eu também já tive várias outros relacionamentos. Me apaixonei loucamente por outra pessoa, mas é ele que eu amo, com toda certeza do mundo. Com ele é diferente, a sintonia é outra, eu não tenho ciúmes, fico feliz em saber que ele está bem, mesmo que esteja com outra mulher. Ele sempre me procura, e eu também. No ano de 2008 vivemos um outro relacionamento por 2 meses, que acabou com um mágoa imensa que ele me causou, mas que já foi expurgada do meu peito.

Não consigo sentir raiva, mágoa ou qualquer outro sentimento inferior por ele. Ficamos anos sem termos relação sexual, e depois de 5 anos de vários reencontros tivemos a nossa primeira noite de amor. Foi  tudo e mais um pouco, não tenho nem palavras para expor o que senti. Foi uma comunhão de sentimentos, a primeira noite mais linda da minha vida. Me senti realizada, completa, a mulher mais  feliz do mundo. Vocês já devem ter ouvido essa expressão, pois é, eu era sim a mulher mais feliz do mundo. Nunca entendi o porque da nossa relação não dar certo. Tento aceitar resignada os desígnios de Deus, e sei que tudo acontece no momento certo, na hora dele. Sei que tudo que vivemos foi importante, pois aprendi muito com a nossa história.Precisávamos passar por tudo isso para pagarmos débitos passados e podermos nos reencontrar livres desses débitos. 

Depois de 1 ano e meio do último encontro, nos reencontramos novamente, com a mesma intensidade, com o mesmo carinho e amor. Ele acabara com um namoro e eu também. Me sinto como se fosse a primeira vez, o primeiro encontro. Até hoje sinto o perfume que ele usava em nosso primeiro encontro.  Tenho certeza que ele é  meu amor de alma. Sei que vamos ficar juntos, ele é o homem da minha vida, vai ser o pai dos meus filhos. A nossa história é linda e ultrapassou barreiras, tanto que o tempo não consegue apagar o que sentimos um pelo outro. 

Um dia voltarei para contar mais da nossa história, que vem sendo construída de outras vidas". 
Depoimento em Amor de Outras Vidas
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

5 comentários :

  1. Eu vivo uma história parecida com essa a mais ou menos nove anos, mas ainda não conseguimos resolver nossas diferenças. Acho que estamos construindo um caminho juntos mesmo que não da maneira esperada. Tenho fé que um dia tudo se resolvera e pois nosso amor é real, sincero e puro; nada ira impedir de estarmos juntos assim como nada impediu até hoje.Deus estara sempre ao nosso lado nos acompanhando em cada jornada por isso ja somos vencedores.

    ResponderExcluir
  2. Oi!É a 1ª vez que entro nessa página.
    me encantei, pois agora sei que existem pessoas que vivem o mesmo sentimento que eu.
    Em 1995 conheci uma pessoa que até hoje me é muito especial, embora ele seja 10 anos mais novo que eu, sempre me sentirei sua menina.
    Foi um olhar que eu buscava à muito tempo(amor).Não deu certo foram somente dias de relacionamento,que até hoje sofro mas sofro muito.
    Fiquei Casada por quase 10 anos e
    ele também por quase 13, se separou agora dia 17/010/2010.
    Sempre tive uma ligação com ele, mas nessas últimas semanas foi diferente.
    Na semana do dia 11/10, quando fui dormir, eu senti a presença dele próxima da minha cama, senti ele tocar meu braço direito bem no ombro, me assustei e levantei-me.
    No outro dia foi a mesma coisa só que com mais intensidade e dor, pois ele se sentou do meu lado e se curvou sobre mim e me beijou no rosto.
    Quanta alegria eu senti, podia sentir seu hálito quente, o formato de sua boca, que eu jamais esquecerei, (pois foi meu um dia).
    Mas também senti o que para mim foi a pior dor do mundo (ele chorava) senti como se uma gota de sua lágrima caísse em meu rosto, chorei,chorei com ele por não saber o que fazer para ajudá-lo, e ele foi embora.
    Agora que sei que ele se separou sei que foi por isso que ele apareceu para mim nessas noites.
    Ele estava sofrendo! Só não entendo por que para mim.
    Ele sabe que se ele sofre eu sofro se ele chora eu choro!
    Não tenho esperança de que um dia possamos ficar juntos, são 15 anos de saudades e que agora não posso me dar ao luxo de sonhar como uma adolescente.
    Quero que ele seja muito feliz, seja com quem for, pois se ele é feliz eu sou feliz também.
    Se alguém puder me explicar esse sentimento, por favor fico aguardando com ansiedade.
    O Alexandre é todo o ar que respiro, quando o vejo, perco as forças das pernas, falta o ar transpiro como bica e... perco a voz, ela sai por um fio.
    Mesmo com todo esse sentimento em meu coração( Acho que não adianta correr atrás desse amor).Quando ele está na casa da tia dele que é bem perto da minha, saio para a rua sabendo que irei vê-lo, é tudo tão lindo mas tão doído.

    ResponderExcluir
  3. Sueli, lí seu depoimento e refiz minha trajetória de algo bem semelhante que me acontece.Sei bem o que é sentir o que o outro sente, o que está passando, suas tristezas, seus medos, seus anseios. Sou casada e sempre acreditei na fidelidade, não como uma imposição, mas como uma opção inteiramente particular, pois todos temos o livre arbítrio. Pois bem, conheci uma pessoa a um ano e meio e confesso que desde o princípio, sabia que algo diferente havia nele. Primeiro tentei justificar a estranha atração: achei que era a rotina do casamento, depois a bendita história da auto estima e por fim, a sensação do proibido. Mal sabia eu que na verdade era muito mais profundo que todas essas "teorias"...Sem saber exatamente como começou e de onde, veio a informação, senti que tinha uma missão a cumprir com este homem. Ele também é casado, mora distante e até onde sabia adorava "colecionar" histórias bem sucedidas de suas conquistas fora do casamento. Mesmo sabendo de todo o perfil dele, ainda assim sentia que teria uma missão.
    O primeiro sinal de que não estava errada, foi quando estava em minha casa senti um aperto no coração do nada e me veio a imagem do rosto dele. No mesmo instante mandei um sms, perguntando se ele estava bem, e descrevi o que havia sentido, mas não sabia o porquê. Ele não respondeu, passado algum tempo vim a saber que exatamente no momento em tive a sensação de aperto e angústia um dos melhores amigos dele havia sido assassinado e ele havia acabado de receber a notícia. Mais uma vez neguei o fato e disse a mim mesma que teria sido apenas uma coincidência.
    Mas a vida tratou de me provar mais vezes que nada era por acaso, muito menos mera coincidência.Hoje já me acostumei a sentir o que ele está sentindo, se ele tem insônia, tenho também, se está triste fico também,sei até de coisas que vão acontecer com ele antes mesmo dele saber e depois de um certo tempo realmente ocorrem.Cheguei a comentar com a ele. Nunca ficamos, houve a vontade de ambos, mas não aconteceu. Sempre disse que não o queria para mim, pois sabia que ele poderia ser minha alma gemea, e acredito que o amor que une duas almas gemeas assim não aprisiona, liberta, o que me tranquilza é que se ele estiver bem, estarei bem, se estiver feliz, também estarei. Somos amigos, nos falamos sempre que podemos, pois ele mora em outro Estado. Mas não nos vemos com frequência, até porque cada um tem sua vida. Não existe um só dia que não lembro da existência dele, mas já não sei se quero que algo mais aconteça, pois só o que me interessa e vê-lo feliz, pleno, realizado, seja profissionalmente, emocionalmente e/ou espiritualmente. É confuso para quem não vive, ou viveu este tipo de sentimento e relação, mas a minha alegria é saber que eu faço bem a ele, mesmo que distante, mesmo sem ter jamais sentido o gosto do beijo dele, pois há um motivo maior para tudo isso. Não sou incompleta por não tê-lo ao meu lado, sou completa por saber que ele existe e está bem. É isso beijos a todos...K

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. oi e- a primeira vez q estou vendo o blog,e estou adorando.
    Gostaria de compartilhar oque sinto ha um bom tempo,eu sinto algo muito forte e muito lindo por um homem,eu penso muito nele sempre,sonho muito com ele e os sonhos sao sempre muito reais tanto q eu me lembro claramente. No entanto eu nao o conheço pessoalmente so por fotos,nao sei explicar a grandeza do meu sentimento por ele,nos sonhos parece q ele esta tao perto q estamos realmente juntos e quando eu acordo muitas vezes acho q ele esta do meu lado,mas depois percebo q era sonho,quando olho as fotos nao sei explicar mas e- como se eu ja o conhecesse pode parecer extranho mas eu sinto q amo ele. Eu tenho esperanças e forte intençao de encontrar e ver ele bem de pertinho,nao sei explicar oque sino por esse homem,so sei q sinto um amor incalculavel,tudo me lembra ele,eu sigo a minha vida,esse sentimento nao me atrapalha,me fortalece e me da esperanças de encontra-lo logo.

    E assim como eu desejo encontrar esse meu grande amor,eu desejo o mesmo a vcs,beijos.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;