"Tenho 23 anos e conheço um rapaz há 8. Quando o vi pela primeira vez, senti uma coisa diferente. Achei que era porque eu era novinha e ele bem bonito (detalhe que só eu o acho bonito, interessante). O estranho que o tipo físico dele é o que mais me atrai. Carinha de neném etc. Coincidencia? Ele se sentou no computador ao meu lado e conversamos. Ele demonstrou claramente interesse por mim. Mas chegou uma amiga e acabei tendo que ir embora. Nao me esqueço do toque dele na minha mão e no meu rosto.

Dois anos se passaram e nos reencontramos na mesma faculdade. Só conversávamos coisas de faculdade. Quando estava prestes a me formar reparei que ele estava me dando uma atenção que não tinha reparado até então. Resolvi dar uma ajudinha. Chamei ele pra sair com uns amigos, mas ele nao pôde ir. Mas me chamou para sair no outro dia só nós dois! Não acreditei. Eu achava que nunca teria chance alguma com ele. Estranhamente eu sempre achei isso impossível de acontecer. O estranho é que eu só explodi de alegria no dia que marcamos. Parecia tão natural nós dois juntos, como se já tivesse escrito ou acontecido.

Tenho uma boa auto-estima, mas sempre o achei inacessível. Ficamos juntos por dois meses. Eu nao sentia necessidade de ter nada carnal com ele. E isso realmente não aconteceu.

Me mudei de cidade por causa da empresa e o contato ficou difícil, só por internet e telefone. Ele se parece muito com os amores de vocês. É sério, na dele, as vezes o acho antisocial, bipolar, velho, irritante, chato, ranzinza, infeliz. E eu sou totalmente alegre, que adora viver, falar e ser feliz. Não ligo de expor meus sentimentos e nem me expor ao ridículo. Gosto de fazer os outros rirem. Imagina o que é lidar com uma pessoa que tem um gênio contrário ao seu. Sempre morria de medo de levar uma "patada" dele. E um dia pelo isso aconteceu. Depois, ele nao quis me ver alegando que tinha que estudar. Como ele é estranho, não assustei com isso.

Segui minha vida. Conheci uma pessoa maravilhosa. Namoramos há um ano e o amo tanto que não me imagino longe dele. Somos almas afins. Muito parecidos em quase tudo. Mas o outro sempre ficou na minha memória. Há uns três meses ele reapareceu na internet. Nesse meio tempo conversamos umas duas vezes, mas nao senti nada demais. Mas dessa vez surgiu um sentimento de ambas as partes que mexeu muito comigo. Passamos a nos falar sempre. Ele quase nunca entrava na internet, e passou a entrar frequentemente. Relutei muito, mas optamos por nos encontrar. Nunca traí e acho isso terrível, mas eu estava enlouquecendo e pensei que talvez o encontrando conseguiria rearrumar minha mente.

E por ele também namorar há 5 meses, achei que seria só uma conversa. Ele diz não amar a namorada, mas precisa dela. Ela cuida dele, que sofre de depressao (eu estou finalizando um tratamento desse mesmo mal).

Infelizmente, não resistimos e tive a melhor noite da minha vida. Nessa noite, as qualidades dele sobressaíram... a chatice parecia ter sumido. Parecia que eramos uma só pessoa. Mas ele sumiu, acho que propositalmente porque sabe que o que eu sinto por ele é mais forte do que o que ele sente por mim. Ele confessou que sente falta de se apaixonar.

Foi com esse pensamento que pensei em afastá-lo de vez da minha vida. Pretendo me casar e acho que temos tudo para sermos felizes. Mas acho que essa história mexeu tanto comigo, que alterou todos os meus hormônios. Mesmo evitando, morri de medo de estar grávida. Não me imagino casada com ele. Sinto que seria extremamente feliz, mas ao mesmo tempo sofreria com seu jeito difícil. Teria que contar a verdade para meu namorado e acabar com todos os planos.

Mandei, então, um e-mail para este meu amor, perguntando o que ele faria se isto acontecesse. Quero ter filhos, mas com um companheiro que queira também. Hoje ele me ligou extremamente bravo e eu falei pra não se preocupar, pois não estava grávida. Na sua resposta, por telefone, estava extremamente sem paciência comigo. Aí senti uma tristeza e vim até o blog por acaso. Tive vontade de chorar, e ao mesmo tempo parece que tudo ficou cinza. Desabafar aqui me ajuda.

Sei que ele é meu amor de almas, embora não acredite nessas coisas. Mas também acho que precisa de muitas vidas para melhorar. A felicidade está em nossas mãos".

Anônima
Depoimento em  Me ajude a entender...
Imagem: por Fordos
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

4 comentários :

  1. Querida, a gente deve dar mais valor que valoriza a gente.

    ResponderExcluir
  2. amiga, pode acreditar em mim eu sei q doi muito amar alguem tao diferente da gente e q sabemos q precisa evoluir eu tbm estou numa situação parecida com a sua lembro q chorava com muita dor no coração e pedia pra Deus pra ele substituir essa dor por qual quer outra dor... hj ja me sinto melhor aprendi muita coisa eu sei q encontrei a pessoa o meu amor gemeo... nao sei pq eu sinto q em outra vida eu fiz alguma mal pra ele pra mim o mais importante hj é felicidade dele eu sei q ele me ama pq quando ficamos muito tempo longe ele me proucura desesperadamente e nós sentimos a mesma coisa paz dentro do coração o problema são nossas diferenças eu aceito ele do jeito q ele é e tenho muita paciencia em tudo por que eu o amo muito perdoei no fundo do meu coração tudo de ruim q ele me fez. hj nao sofro me sinto feliz por ter reencontrado e o que mais me conforta é a certeza desse amor tento colocar na minha cabeça q nós nao estamos prontos pelos erros cometidos no passado

    ResponderExcluir
  3. amiga, pode acreditar em mim eu sei q doi muito amar alguem tao diferente da gente e q sabemos q precisa evoluir eu tbm estou numa situação parecida com a sua lembro q chorava com muita dor no coração e pedia pra Deus pra ele substituir essa dor por qual quer outra dor... hj ja me sinto melhor aprendi muita coisa eu sei q encontrei a pessoa o meu amor gemeo... nao sei pq eu sinto q em outra vida eu fiz alguma mal pra ele pra mim o mais importante hj é felicidade dele eu sei q ele me ama pq quando ficamos muito tempo longe ele me proucura desesperadamente e nós sentimos a mesma coisa paz dentro do coração o problema são nossas diferenças eu aceito ele do jeito q ele é e tenho muita paciencia em tudo por que eu o amo muito perdoei no fundo do meu coração tudo de ruim q ele me fez. hj nao sofro me sinto feliz por ter reencontrado e o que mais me conforta é a certeza desse amor tento colocar na minha cabeça q nós nao estamos prontos pelos erros cometidos no passado

    ResponderExcluir
  4. amor de alma não é um carma; o que é amor de alma?o que é carma?um amor que não se entende nunca sera amor de alma; o que podera acontecer é outra pessoas separa duas almas que se ama, amor de alma é quando se completam a presença da pessoa amada parece ser uma festa você se sente tão inteiro que essa pessoa é capaz de tornar na sua vida a pessoa que mais ama imaginamos que você perdeu a mãe ou pai a pessoa que pra você parece ser amor de alma preenche toda a falta e o vazio que eles deixaram na sua vida amor de alma é junção e não separação amor é amor e não confusão quem ama sepera tudo até os erros de uma pessoa torna agradavel ao teus olhos; é a frese de um joven poeta: te gosto tão santa! te gosto tão louca!É um amor que nunca se acaba um amor que só visa o bem esse é o amor de alma

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;