"EU NÃO O AMO MAIS" - O FIM DE UM NAMORO

Dia desses, uma leitora me escreveu relatando que, depois de pelo menos dois anos de dúvidas, decidiu terminar seu namoro. "Hoje estou me relacionando com uma pessoa, mas por mais que eu tente não consigo me sentir segura, sempre em minhas orações peço ajuda, mas o medo e a insegurança sempre estão muito presentes.Talvez eu tenha criado uma barreira e como acredito que estou amando novamente dai vem o conflito. Ele é cinco anos mais novo que eu, solteiro, é uma pessoa muito fechada, um dos motivos do qual me deixa mais insegura, mas me trata muito bem, tanto a mim quanto ao meu filho" (A.).

Passaram-se algumas semanas de silêncio e nova mensagem : "Demorou mas cheguei a conclusão que isso (o namoro) está me consumindo.Consigo ver com clareza que eu estava me punindo por não gostar de alguém tão sério e certo em suas atitudes, uma vez que sempre orei fazendo tal pedido, e quando ele aparece eu não dava o devido valor. Mas agora já consigo entender que não tenho culpa por não ser recíproco o sentimento. Faço isso com certeza, pode ser que seja dificil eu encontrar novamente alguém tão fiel e bom, mas irei correr o risco, tenho que ser feliz e não infeliz como eu me sinto. Não me sinto realizada com isso, quem sabe eu ainda encontre o meu amor de almas. Alguém do qual eu possa caminhar ao lado, e não ser a sombra e muito menos a âncora, alguém com o que possa sentar e ter longas conversar sobre diversos assuntos, alguém para que meus olhos brilhem ao vê-lo e meu coração se alegre..."  O texto a seguir enviei-lhe como resposta.

* * *

A., vi com um pouco de surpresa e até apreensão sua decisão de "resolver" seu namoro. Não que me pareça errado, mas sim porque dela decorrem uma série de consequências que não ignora, mas que resolveu enfrentar. Fico satisfeita, de qualquer forma, por demonstrar decisão e por ter concluído que é o melhor caminho. A vida já é feita de amarras e nos sentimentos, ao menos, precisamos nos livrar delas, pois é o que há de mais íntimo em nós.

Tenha calma respire fundo e diga a verdade. Exponha seus sentimentos. Se você não ama seu namorado então a melhor coisa a fazer é terminar com ele. Todos nós temos medo de terminar um namoro para não ferir os sentimentos. Achamos que se preocupar com o sentimento do namorado é um ato nobre, mas tenha certeza que não é, pelo contrário, ficar alimentando esse falso relacionamento pode causar muitos proplemas no futuro.

A hora é sofrida para os dois e nada melhor do que terminar um relacionamento com classe e resolver esse tipo de problema com calma. Pode ser que uma amizade não nasça dali instantaneamente – aliás, é bem provável que ambos precisem de um tempo afastados depois da separação – mas você não quer criar inimigos. Além disso, todo mundo merece respeito. Para não errar, algumas dicas simples podem facilitar a sua vida e a dele:

Para terminar um relacionamento:

Não enrole, se achar que é hora de terminar, faça isso logo – Não fique tentando mostrar que as coisas não estão bem, para esperar que ele termine com você e poupe esse trabalho. Outra coisa: não existe um bom momento para terminar, será sempre dolorido. Então, pouco resolve esperar. É claro que é bom evitar datas especiais como o dia do aniversário, Dia dos Namorados, etc.

Escute a opinião dele – Falar pode ser o seu forte, mas não adianta discursar e ir embora. O seu futuro ex-namorado certamente tem coisas a dizer, a perguntar, a lamentar. Tenha paciência com ele.

Nunca brigue – Os namoros não precisam terminar como se fossem casos de novelas mexicanas. Vá direto ao ponto e não dê espaço para discussões.

Esqueça a culpa – Relacionamentos terminam. Não se sinta mal porque alguém vai sofrer por sua causa. Não tenha dúvidas de que você, se já não sofreu, vai acabar sofrendo por alguém.

Amigos não têm nada com isso – O problema é seu, então resolva sozinha. Não dá para envolver família ou amigos nisso.

Escolha bem o local – Seu namorado pode querer causar um estardalhaço ou pode cair aos prantos. No primeiro caso, é melhor não terminar em casa – um local público pode deixá-lo menos à vontade para gritar. No segundo, um local público pode ser humilhante demais.

Mas saiba que:

Amizade é difícil no começo – Provavelmente, vocês não serão amigos tão cedo. Nem é bom ficar muito próxima dele logo de cara – seu ex- poderá encarar isso como a chance de voltar no futuro.

Troca de objetos – A pior parte é trocar os objetos pessoais que estão na casa de cada um. Vá a casa dele para pegar os seus e já leve os dele em uma caixa. Caso contrário, a visita desconfortável terá que acontecer duas vezes, porque ele terá de ir a sua casa retirar seus pertences.

Controle a língua – Vocês provavelmente têm amigos em comum. Então não saia por aí falando mal do seu ex a troco de nada, nem divulgue aos quatro cantos como você está feliz e todos os caras com quem você está saindo. Isso vai fazer mal para uma pessoa que já foi muito importante na sua vida.

Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;