Amor é assim...

No começo vem a sensação de euforia, de total entrega. Depois, no dia seguinte você quer mais. Ainda não se viciou, mas gostou da sensação e acha que pode mantê-la sob controle. Pensa na pessoa amada por dois minutos e esquece por três horas.

Mas aos poucos, você se acostuma com aquela pessoa, e passa a depender completamente dela.

Então pensa por três horas e esquece por dois minutos. Se ela não está por perto, você experimenta as mesmas sensações que os viciados roubam e se humilham para conseguir o que precisam, você está disposto a fazer qualquer coisa pelo amor.

Eu que o diga...
Namorei uma pessoa por quase 4 anos,terminamos a quase 6 anos e até hoje amo essa pessoa,sofro,sinto saudades sinto aquela angustia terrível,penso nela todos os dias,sempre há um desencontro,parece que quando vamos nos reencontrar acontece algo que atrapalha,não me relaciono serio com ninguém e nem ela,já entrei em depressão por causa disso,mas não consigo parar de pensar nela,por mais que eu tente,é uma dor horrível,acho que a pior dor que já experimentei, mas quem sabe algum dia a gente se encontra de novo...

Compartilhe no Google Plus

Sobre Editor

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

6 comentários :

  1. Se esse amor for verdadeiro.
    Ele se eternizará.
    Vá encontrar o seu amor, se esse encontro não está acontecendo, faça com que aconteça.
    Seja feliz querido.
    Bjos no coração

    ResponderExcluir
  2. é doloroso, eu sei, pois vivo algo igual, mas a historia é mto bonita, daria uma bela poesia... desejo sorte pra vc e desejo que seja feliz, pelo menos enqto durar. bjinhos

    ResponderExcluir
  3. Atrevo-me a comentar o teu post...porque vivemos o mesmo drama!
    Apenas o meu drama nao é de seis anos mas sim de só vinte e dois anos!
    Tive fases horriveis na minha vida e parecidas com as mesmas que vives. Cheguei a pensar que o que sinto nao é amor mas sim, doenca.
    Amei-o, amo-o e ama-lo-ei... e talvez contigo aconteca o mesmo! Por isso, aconcelho-te a nao desistir enquanto sentes que tens uma oportunidade de ser feliz.
    Nao penses que o amor que sentes neste momento acabará um dia, pelo contrário, tornar-se-á cada vez maior!Por isso, enfrenta-a(o) e nao esperes vinte anos como eu!
    Desejo-te boa sorte.

    ResponderExcluir
  4. Olá. Sou produtora da Rede TV e li o seu Post. Temos um quadro que tenta reunir pessoas que por algum motivo se separaram, mas de alguma forma ainda quer reencontrar essa pessoa especial. Gostaria de entender melhor a sua historia. Entre em contato comigo atraves do e-mail 11 33306-1245 ou pelo e-mail danielatgoncalves@gmail.com. Aguardo seu contato ok. Abs.

    ResponderExcluir
  5. Após ler todos Post´s, vejo que estou passando pelo mesmo delicado assunto e preciso desabafar. Tive um encontro na adolescência meu primeiro e único Amor, namoramos por 7anos entre términos e reencontros, meu livre arbítrio vez com que a perdesse, tentei tocar a vida em outro relacionamento que durou 4 anos, meu pensamento buscava toda noite sonhar com ela, ate que terminamos. Esse meu Amor antigo também tenta viver sua vida e já passou por diversos relacionamentos sem sucesso, sei tudo sobre a vida dela, entreguei a DEUS esse reencontro, estamos solteiros e minha alma sente que não vai ser ainda desta vez que vamos ficar juntos, não consigo me apaixonar por ninguém, as vezes penso e tenho muito medo em nos reencontrarmos bem mais velhos com o coração muito machucado por relacionamentos que não deram certo, sonho diversas vezes sendo Pai solteiro com uma filha linda que era nosso sonho e a reencontrando com uma dor enorme em nossos corações por não ter vivido essa experiencia juntos. Hoje tenho 30 anos e ela 27, não sei ate quando vai essa historia mais peço sempre a Deus que me mostre a verdade, coloque alguma alma para preencher esse vazio.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;