AMOR GAY : MEDO, FRUSTRAÇÕES E SUICÍDIO

"Amei (amo) muito uma pessoa , mais ela se foi não sei onde esta. Às vezes meu coração sente tanta falta que parece que vai explodir. Sei que ainda vamos ser felizes juntos, mais a falta de paciência me agonia, já faz quase três anos, já tentei outras pessoas, mas não consigo... O nome dele e S., ele é de fortaleza e eu também... Tudo se torna complicado, porque sou gay (ele também ), mas tem medo da familia. Daí me deixou ... Nunca mais o vi... (Anônimo - Comentário à postagem "Minha alma gêmea foge de mim")

O amor entre iguais não é um tema abordado explicitamente no "Amor de Almas", simplesmente pelo fato de que tratamos de um único sentimento (o Amor) e este não conhece os limites das convenções e do preconceito. Mas fatos recentes e a postagem emocionada de uma amiga, no Angel Blog, me fez retornar ao assunto. E foi justamente nos comentários que colhi o gancho para falar disso, mas acabei sendo levado ao blog de Hermano Barrios, onde ele próprio conta, com palavras que não seria capaz de usar tão bem, o drama e o desconforto de quem vive esta opção sexual. Decidi, então, reproduzir seu texto exemplar.

* * *

Infelizmente ontem mais um conhecido meu tirou sua própria vida. Comecei a pensar nas pessoas que conheço que cometeram suicídio e notei que todas tinham algo em comum, ERAM GAYS. Isso me fez pensar, gays são mais infelizes?

As pesquisas indicam que sim.

As possibilidades de tentar terminar com sua vida são treze vezes maiores para os homossexuais que para o restante da população de sua mesma idade e condição social.

Em um ano, 906 garotos vão preferir morrer a continuar sofrendo humilhação. 150 garotas vão escolher desaparecer a ter de lutar pelo direito de amar quem elas quiserem. Mil e cinquenta e seis ao todo.

Quanto de talento não estamos perdendo a cada ano?
Quantos artistas, escritores, músicos, arquitetos, médicos, engenheiros, designers, advogados, professoras?

Quem sabe o que eles poderiam trazer de benefícios para a humanidade?

Em estudo lançado pelo departamento de Medicina Preventiva e Social da Unicamp atestou que a principal causa de suicídio entre jovens gays se relaciona com frustrações no âmbito familiar e afetivo.

Quando um pai ou uma mãe diz "Se você continuar com essa viadagem, você pra mim morreu," e o jovem sabe que NÃO PODE MUDAR ISSO?

Machuca, né? Não só o fato da família julgar, mas até mesmo amigos e meros desconhecidos no meio da rua.

Uma das conclusões que cheguei após uma longa reflexão e pesquisa é que isso é um assassinato social. A pessoa acaba tirando sua própria vida por causa dos outros. Isso é tão errado.

Imagine estes MIL E CINQUENTA E SEIS que vão morrer este ano, se tivessem a chance de pensar um pouco mais de tempo, de serem ajudados, de ver que a culpa não é deles, e sim da sociedade. Gente, são mais de mil vidas!

Mais de mil famílias sofrendo a cada aniversário, a cada Natal, a cada lembrança... Fora os amigos...

Tem solução?

Assumir para as pessoas da sua vida a sua orientação sexual e parar de sofrer em silêncio talvez seja uma das soluções. Sou da teoria de que se todos os gays saíssem do armário, não existiria mais homofobia. Porque se tornaria algo "normal" ser gay. Ainda não entendo porque as pessoas se preocupam tanto com a sexualidade dos outros. Deixem as pessoas em paz!

Uma palavra basta: RESPEITO.

Que tal buscar conhecer um pouco mais sobre o que é ser gay ou ser lésbica (ou até ser travesti ou transexual) em vez de recriminar o que desconhece, por puro susto?

Se você é religioso, que tal procurar saber o que realmente a Bíblia diz sobre a homossexualidade antes de sair repetindo as besteiras pregadas por pastores e padres que mal leram as escrituras?

Caso contrário, a próxima vez que você disser que prefere ter um filho morto a ter um filho gay, seu pedido pode se tornar realidade.

Abaixo, vídeo de um menino que sofria bullying na escola e se suicidou, reportagem do "Profissão Repórter".




* * *

A seguir o comentário de outra blogueira, Manuela Medeiros, que foi o que na verdade me levou a conhecer a página de Hermano Barrios (veja no original).

"por isso amo tanto a minha mãe. ela não consegue ainda lidar com o fato de eu ser gay e eu também não fico tentando empurrar isso goela abaixo. eu respeito a dificuldade dela porque ela foi criada em outros tempos e ela respeita minha escolha, porque ela sabe que eu gosto simplesmente de ... PESSOAS.
ela nunca me humilhou, nunca me bateu e jamais diria ou ousaria pensar que prefere que eu morra do que seja gay.
minha mãe é muito linda, tão linda de coração que só de falar dela as lágrimas veem.
desejo que os pais e mães dos homossexuais tenham por seus filhos o amor que minha mãe tem por mim: incondicional, acima de preconceitos e valores distorcidos impostos pela sociedade e igreja.
parabéns pelo texto e meus sentimentos por seu amigo.
um beijo".

Imagem: Made Underground (Flickr)
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

39 comentários :

  1. Parabens!!! vamos ter fé amigos!!! Ser gay não é ser doente, é uma escolha de vida, por muitas vezes mais fwliz, não se deixem abalar, tb já tive pensamentos suicidas qndo mais novo, mas passou, pois fui ajudado por bons e verdadeiros amigos!!! Fiquem com Deus!!!

    ResponderExcluir
  2. somos frutas de um amor incondicional, na qual crescemos mudamos de opçao. lembro- me como se fosse ontem , meu pai ali bebado, cheirando a alcool, ouço gritos dizendo - onde voce tava.
    e ele responde a minha mae.
    - tava no puteiro...
    minha sofreu com isso a um tempo, com o alcoolismo do meu pai, pois ele dava mais valor as visitas do que a familia. tinha vezes que me dizia - voce nao vale nada, seu viado...pega suas coisas e vai embora.
    isso me doia o coraçao, meu proprio pai dizendo isso isso pra mim, a quem ajudou a ter vida..
    agredia minha mae. .. eu novo nao podia fazer nada pois era fraco. nao aguenta um tapa. eu chorava muito... chego uma vez em que eu acabei repetindo de ano na escola, foi triste ver meus amigos felizes por ter passado.. isso se proceguia por alguns anos ate que em 2009 meus pais se separaram, nao sabia o que fazer..meu mundo virou de ponta cabeça..nao sabia se ficava feliz ou triste...
    meus pais nao sabem que sou gay. pois hoje sou o que sou por que a muitos anos desde pequeno ele queria que eu fosse pois me humilhava.
    * PARA VOCE PAI.
    ESSA E MINHA OPÇAO DE VIDA, EU ESCOHI E NAO VOU MUDAR, PAI SE HOJE EU SOU, E POR SUA CULPA, SE HOJE EU SOU VENCEDOR, PODE TER CERTEZA VOCE EM NENHUM MOMENTO ME AJUDOU..
    PERDOI POR TER DESABAFADO DE MAIS..

    ResponderExcluir
  3. (COMEÇO) Sou discreto, porém, resolvido quanto a minha sexualidade.Me achava "Bi",mas conheci um rapaz,com a msm idade.Ambos estudados,mto independentes financeiramente,discretos e reservados.Então,revelei à família q AMAVA um HOMEM tempos dps q o conheci.No início estranhanharam,julgo ser natural,afinal tiveram q "reconfigurar" a imagem/conceitos q tinham de mim,passado tal período descobri uma família MTO AMOROSA E CARINHOSA!Ressaltando q só senti até hj interesse em falar a eles o sentimento q surgiu em mim,foi tão intenso q não contive em mim msm,e foi tb uma libertação p/mim!Td parecia perfeito,namorava um rapaz bonito,independente,bom nível de estudo,educado,carinhoso..Minha família tratava-o com carinho e a gostava mt dele.Idealizados sonhos,afirmações eram ditas por ambos e até projeto de morarmos juntos já acalentávamos,com data prevista!Mas,percebi dps q tava mais "resolvido" q ele,pois não me vejo como “aberração”!Pelo contrário,sou do bem,respeitado,querido por amigos e familiares.Mas ele não se vê assim,é preso ao padrão q massacra quem não tá dentro dos "moldes impostos por algumas ideologias."Tive oportunidade de conhecer a família dele,por sinal maravilhosa,mas quando o questionava como faríamos no futuro em relação ao q ele falaria ou não à família dele ele desconversava,afirmava CATEGORICAMENTE q estaríamos JUNTOS P/SEMPRE PQ OQ ELE SENTIA POR MIM ERA AMOR!Acreditei,me sentia feliz,mas dias após organizar com minha família uma festa de aniversário p/ele o msm rapaz,q aqui chamarei de: A,simplesmente surtou e terminou um relacionamento feliz,cheio de conquistas,planos,carinho e afinidades pq disse q tinha medo da família descobrir,amigos do trabalho,sociedade e etc.Choramos mt,ele pediu perdão por não me “acompanhar”,disse mts vezes q realmente me amava e q jamais esquecerá o amor da sua vida:Eu.Mas a família dele sabia d td,só negam ver,e ele tb nega,eles já sabem e continuam tratando-o com amor.Falei q poderíamos superar tais medos,fomos à terapeuta e ele só dizia que tinha MEDO DE DESCOBRIREM,ainda q todos ao redor já desconfiavam,até o questionando,não p/especular,mas p/o acolher,ele continua refém desse medo e não me procura,não me liga mais,sumiu totalmente.Meses após o término ainda me vejo triste e pensativo,pois acho BANAL "medo" ser maior q AMOR.Penso q ele terminou pq é meio individualista e não deseja no íntimo compartilhar sua vida com alguém,creio q foi por egoísmo,falta de amor msm ou até por ele querer levar a vida q tinha antes de me conhecer,com total individualidade,sem precisar se preocupar com alguém em especial,tendo mts relações fortuitas,apenas no âmbito do prazer sexual e só.A família dele mora em MG e ele em outro Estado,então facilita se“esconder”deles,tendo q falar oq tá fazendo/com quem sai..Enfim,dói ter q esquecer as viagens q fizemos,datas q passamos juntos,as muitas cartas amorosas que trocávamos freqüentemente, sempre preocupados com o bem estar do outro,conquistas compartilhadas,aprendizados,palavras ditas,o “EU TE AMO, VOCÊ É O AMOR DA MINHA VIDA!ESTAREMOS P/SEMPRE JUNTOS.” Pronunciado menos de 1 semana antes do término!Infelizmente ele consegue ser frio e distante.Vez ou outra eu mando SMS,ele é lacônico,diz q não sei oq passa na cabeça dele,e é claro q não sei msm!Oq ele quer?Então ele desconversa e ponto final,encerrava o contato sem nenhuma consideração pelo q vivemos.Em nenhum momento desejei exposição,não queria q levantássemos bandeira arco íris,nem q virássemos militantes GLS,apesar de ambos respeitarmos quem tem tal postura,só queria continuar vivendo uma história feliz,de paixão e amor q tinha td p/dar certo e q do "nda" rompeu-se.Questionei diversas vezes se é possível ele ter terminado por medo msm,mas retruco:Será q o verdadeiro amor não supera tal sentimento?É possível ele ter descoberto q p/viver oq "desejávamos" é preciso coragem,compartilhar-se,se dividir... Será que por isso ele age com tanta frieza e indiferença?

    ResponderExcluir
  4. (FINAL) Ele disse q casará com uma mulher e tentará sublimar o sentimento q tem por mim,mas não coloquei fé na afirmação,acho q ele até pode fazer isso p/agradar aos pais,q apesar de simpáticos são manipuladores.Ainda sofro e gostaria no íntimo q algo mudasse p/melhor entre nós,q ele percebesse q o é amor capaz de superar qlq dificuldade,q nosso amor é normal e natural tanto quanto respirar.Já esperei "acontecimentos inesperados" da parte dele,mas sei que em vão!Nenhuma palavra de amor dita foi capaz de tocar-lhe o coração e fazê-lo ver q somos normais,q não há limites p/quem ama.Entristece-me ver uma história tão rica,com mais de 2 anos,ter tal fim.Tento descobrir oq leva uma pessoa ser fria,medrosa,infiel,egocêntrica e individualista,quando o sentimento q se perde,a oportunidade ignorada é a de ser feliz,amar e viver um amor sem reservas.Já perguntei a mts pessoas qual a opinião sobre isso e qual conselho dariam p/alguém q ainda sente amor por uma pessoa q se diz "não resolvida p/viver o AMOR"?Ressalto q ele teve mais relacionamentos homos q eu..Oq me dxa bastante instigado quanto a “não resolução dele” nesse aspecto!Enfim,tenho notado mt gnt complicada e mal resolvida e,é claro, isso dxa um desânimo.No caminho p/o amadurecimento (do alto dos meus 30 anos!rs) começo a compreender pq existem pessoas tão infelizes e solitárias,msm tendo aparentemente td p/serem felizes.Concluo q algumas pessoas não sabem distinguir entre viver a vida com verdade ou passar a vida pedindo desculpas a alguém por suas recorrentes falhas!Só não perdi a esperança de “dias melhores” pq se isso acontecer deixarei de crer em minha capacidade de amar intensamente e ser verdadeiro,valorizar sentimentos especiais e nobres .Contradizendo religiosos moralistas minha ligação com Deus é bacana,bonita e somos amigos,por assim dizer,então creio q nda acontece por acaso. Ouço oq afavelmente sempre me diz minha amada avó:“Vc é como o ouro,quanto mais provado no fogo,na adversidade,mais brilhante e puro fica.”Talvez eu tenha passado por essa dor,por tal decepção,como hj vejo,p/quem sabe posteriormente valorizar profundamente abençoados acontecimentos em minha vida.

    ResponderExcluir
  5. Oi...me chamo karlos tenho 20 anos e gosto de homens ... a alguns dias sai de casa e comprei um frasco de veneno muito forte,eu olho pro frasco e vejo minha válvula de escape.
    queria ser diferente,todos me olhao,minha familia tem vergonha de mim,amigos eu ja tive,queria amar ou ser amado q nem filme, mas parece q nao sou digno disso.Os homens q me vêem querem sexo...mas eu nao sou assim..
    As vezes acho q vou ficar louco.
    Eu nem choro mais só lamento por ter nascido..
    Queria eu ter uma cabeça forte...eu cupo a homo-sexualidade por tudo de errado q acontece na minha vida...eu fico tanto tempo sem conversa,sem abrir a boca...q na hora q e pra eu falar alguma coisa as palavras saem erradas ou nem sai...eu gosto e das arvores pelo menos eu posso olhar sem ser xingado e posso toca-las sem ser espancado,e escorar em seus troncos,e como se eu estivesse no colo de um homens forte.

    obrigado pelo espaço precisava desabafar...

    ResponderExcluir
  6. nunca soube se isso seria mesmo uma opçao, sou gay e nunca opitei por isso, simplismente nasci assim, a pior hora q eu acho não e quandoseua pais descobrem, ma sim quando nos descobrimos, digo nos nos descobrimos, por que e uma coisa tão naturalsentir o que sentimos que nem damos contada gravidade de nossos sentimentos, quiz sim morrer me suicidar,pedi a deus que me curasse, então me aceitei, pos não a cura onde não ha doença, se sou feliz depois dessa auto afirmação, sim apredi a lidar comigo, hoje sou bem resolvido sim, tento evitar me expor tanto, ja fiu casado tenho filho, e a unica pessoa que eu amei, não estar comigo agora, tenho 25 anos e um filho de de 9 anos, então da pra perceber que eu tentei, ser feliz deoutra forma, mas aceitavel pra sociedade, não consegui, e fiz sofrer quem me amou por isso, entre os amores que eu amei, e que me amaram estou so, não feliz. mas estou bem

    ResponderExcluir
  7. isso nao e reposta para uma educadora essa mulher pela forma dela fala e de se espresar ela tem preconceito e nao pode fica asim ela e educadora ela cade a justiça vai espera mas adolecente cometer suicidio para fazer algo

    ResponderExcluir
  8. Não sei oque se passa mas o que posso dizer e que tenho MEDO da sociedade, de mim e do mundo, acredito muito em Deus e não acho que ele não me ame simplesmente por gostar de homens, até hoje nunca namorei ninguém sério, tenho 20 anos, eu so queria viver e ser feliz!!! minha família e do tipo antiga sabe e isso me incomoda. o pior foi o que eu houvi deles : GRAÇAS A DEUS NOSSA FAMÍLIA NAO TEM NINGUÉM ASSIM ! em um certo dia diante de uma reportagem sobre o assunto, isso me deixo mais ainda ACUADO E COM MEDO. As vezes eu so queria sumir pra bem longe de todos, mas são momentos de loucura apenas rs, Eu queria muito muito muito mesmo gostar de mulheres e sentir tesão por elas, mas não e assim que funciona neh.Espero com o meu dia-a-dia conseguir me encontrar ! Tenho um grande sonho : QUERIA PODE SER APENAS EU, E QUE O MUNDO TIVESSE MAIS AMOR E RESPEITO, QUERIA TER O "PODER" DE MUDAR AS COISAS. OBRIGADO PELO ESPAÇO CONCEDIDO . M.M.

    ResponderExcluir
  9. eu gostei muito de um garoto,e ainda gosto ele se chama samuel,e estuda na mesma escola do que eu,parece que eu nunca vou conseguir chegar nele e falar tudo,ele olha pra mim,mais não é um olhar qualquer,parece que ele tambem gosta de mim.Ja faz 2 anos que ele estuda na escola,nos namoramos por olhares mais parece que nunca conseguimos chegar um no outro e falar tudo!!
    Não sei se é por vergonha de ser rejeitado,ou de ele não ser gay,sei la,ele tambem não consegue chegar em mim!
    ele parece ter uns 15 anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe sua historia se parece com a minha pq eu amei e continuo amando ele que se chama rafael issobse pareçe com um amor nao correspondido mas assim como vc eleme olha de geito diferente so q n sei se elevme ama do jeito q amo e mais dificil ainda ele namora com uma garota mas eles nao se beijam nen abraçao nen as mao no começo do namoro deles so.eram cartinhas agora ele prefere ficqr comigo mas n sei pois acho que ele pensa q so somos best friends mas esta a chegar a outro nivel pq a maior conhecidemcia e de que eu e amamos queimada e odiamos futebol e enfim ele ja me leva com o pai dele e o irmao dele pra minha casa so q mesmo assim n comprova realmente q ele me ama por isso peço smpre a deus pq sou catolico e penço em.me afastar mas para ter sertesa tenho q faser a diferença e uma promeça que giz e que rle acontecer algo sobre escola tipo ele sair e eu saber ou ao contrario eu beijaria ele por mais doloroso seja levar a umilhaçao no.peito assim poderei faser uma coiza q sempre amei e talves com esse beijo posso saber se ele tambem e gay e se antesn era ai posso faser ele virar gay posso mudar a vida dele com um beijo emfim me desejem sorte e peço q me respobdam ah e para vc e samuel boa sorte tambem obrigado por esse espacinho AH DICA:O BRASIL E UM PAIS MACHISTA E PRECOMCEITUOSO SUJIRO Q MUDEM DE PAIS S2obgS2^^;-)

      Excluir
  10. Lendo esse texto e comentarios cheguei a uma conclusao, medos, frustraçoes, angustias, vergonha, enfim, sentimentos ruins fazem parte da vida, se usar isso a seu favor além de transpor essas barreiras, voce cresce e se torna uma pessoa melhor, segura de si, nada é impossivel. Também sou gay, tenho 23 anos, sou assumido para meus pais, sou um cara normal, nao dou pinta e nem afetaçoes, namoro um cara 20 anos mais velho, nos damos bem, apesar dos problemas cotidianos da vida, eu SOU FELIZ. Passei o que muitos de nós homens gays passam, medos, inseguranças, perturbaçoes, rebeldia, falta de amor próprio, tive uma fase dificil até começar a me aceitar como realmente sou, nao foi facil, mas tinha duas opçoes: 1ª viver uma vida infeliz, frustrante, condenado a tristeza e o fracasso pessoal, onde nao seria feliz e acaberia fazendo as pessoas próximas de mim tbm, ou a 2ª tomar vergonha na cara, encarar meus problemas de frente, parar de dramas, confiar em mim e no que sou capaz, erguer a cabeça e encarar o mundo sem medo. Sei que cada caso é um caso, tive a sorte de nascer em uma familia de mente aberta (mesmo sendo evangélicos)fui bem compreendido e respeitado, porque ser gay é só um detalhe na minha vida, meu carater, minha historia, minhas atitudes são maiores do que isso. acho e devemos encarar isso como algo "normal" e nao como uma "cruz pesada" que temos que carregar por toda a vida. Cometer suicidio é coisa mais absurda q se pode fazer na vida, nao vai acabar o seu sofrimento, e sim vai aumentar muito mais, ai sim voce vai sentir literalmente o que é fogo no rabo!! kkkkkkkkkkkkk

    Amigos acabei de fazer um blog onde escrevo o que penso, meus sentimentos e um pouco do que vivo se quiserem acessar é sougaysoumdetalhe.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Estou enfrentando uma barra em minha vida, eu sinto atração por homens mais me nego acreditar que eu sou gay e por mais que eu saiba e por mais que tente fugir disso eu não consigo,estou cansado de ver alguns amigos tirarem onda da minha cara com relação ao meu jeito e até mesmo pessoas da minha familia,eu tenho apenas 17 anos e sofro com isso a bastante tempo,na escola algumas pessoas diziam que eu era gay mais nunca muito além disso ninguém nunca tentou me agredir mais as vezes as palvras machucam mais que uma pancada, no lugar onde moro tenho alguns amigos existe alguns que não me menospresam mais as vezes eu sinto um pouco de rejeição da parte de alguns, eu tenho em mente de jamais assumir minha homosexualidade sei que eu irei viver é só o começo, as pessoas esquecem que o gay ele é uma pessoa normal que tem sonhos e que temos objetivos na vida eu invejo pessoas corajosas que não tem medo de ser realmente quem é,dentro da minha familia seria um escandalo um gay eu seria rejeitado por todos mais existe uma pessoa que mesmo sem me aceita iria gosta de mim do mesmo jeito minha mãe, vou admitir já pensei sim em suicidio e e´dificil mais para mim é a única solução confesso que talvez eu não tenha coragem mais também sei que posso chegar sim em algum momento dificl me mata, penso em fazer isso e escrever uma carta para que o mundo veja o quanto os homosexuais sofrem com isso eu tenho certeza que ninguém desejaria ter nascido gay até hoje não conheço ninguém que diga que adora ser gay,mas também quem iria adora ser discriminado no meio da rua, espancado ser o viado da escola e da sala de aula é muito dificil eu adoraria ter atração por mulheres mais em meus pensamentos sexuais só me vem a cabeça homens, já gostei de alguns garotos e até msmo de homens mais velhos no momento não gosto de ninguém melhor assim. Esse blog pode ajudar muita gente continue postando arguemntos sobre gays.

    ResponderExcluir
  12. um mundo, onde as esperancas ja nascem mortas, crucificadas, degoladas,decapitadas onde temos que juntar os cacos para reconstruir e emergir para a vida e mostrar que fazemos parte duma sociedade preconceituosa, ignorante e machista,onde machos, com sindrome gay masacra o que reflete em sua alma...pois esse medo doentio, essa repulsa gay.... e apenas uma forma de tentar desvincular de seu amago, o que nem Freud explica,,,

    ResponderExcluir
  13. tenho 20 anos sou gay nao assumido mim assumiria sim se eu mim apaixonasse por alguem,quero namorar casar logo ter minha casa mimnha vidadividir momentos com uma pessoa do meu lado meu msn gabil2012@live.com quero conhecer alguem legal sou da bahia

    ResponderExcluir
  14. oi...me chamo cezar sou gay e nunca tive problemas com a minha sexualidade, penso que voce n�o escolhe, voce nasce gay uma unica interroga�o que tenho porque ainda n�o achei a pessoa para ser feliz e faze-lo feliz, mas a vida tem la seus misterios. me responda se puder ser gay � uma forma de puni�o de outras vidas cezarczar-2@hotmail.com....bjjjjj

    ResponderExcluir
  15. Muito forte esse post, também sou gay, de nascença, mas se fosse por opção ainda assim eu faria questão de ser respeitado. Gostei muito.

    ResponderExcluir
  16. Parte 1
    Ola amigos tudo bem? li muitos posts daqui e historias chocantes por isso vou relatar um pouco da minha que na verdade esta apenas começando. E não vou mentir, ela é um pouco extensa, porem eu agradeceria muito se vocês lessem ela inteira pois vale muito a pena. Eu sempre tive esses sentimentos por meninos ao invés de meninas, desde criança, lembro-me de estar na segunda serie e sentindo ja esses sentimentos por um menino na minha sala, então eu falei para mim mesmo que isso era apenas uma fase e isso iria passar com o tempo; hoje eu vejo que já naquela época eu tinha muita maturidade e que é claro eu estava errado. Passaram-se 9 anos e a cada ano vendo que nada dentro de mim mudava eu ficava falando para mim mesmo a mesma coisa continuamente. Até que percebi que não era algo que se mudava, mas sim algo em que você nasce com. Meus pais sempre falavam para eu conversar mais com as outras pessoas porque eu não era muito de me socializar,porem, o que eles não percebiam é que eu sabia me socializar, mas eu estava sofrendo tão caladamente que eu me fechava em meu mundo, e hoje eu me pergunto, será que eles não viram que havia algo comigo? Eu orava todos os dias pedindo para que “isso” saísse de mim; muitas vezes eu chorava enquanto orava, e o mais incrível é que ninguém da minha casa conseguia ver o que eu estava sentindo. Foi então que em um jantar em família, após meus dois irmãos saírem da mesa e só ficar eu, meu pai e minha mãe, olhei para os dois e comecei a chorar pois não aguentava mais sofrer em silencio, então eles começavam a me perguntar,” o que esta acontecendo? Conta pra gente o porque de Voce estar chorando’’. E eu só ficava falando: “Voces sabem” , e minha mãe falando “Nós não sabemos, você precisa falar para nós te ajudarmos”. Então meu pai já sacou e disse “você é gay?”Então eu com as mãos tremulas e chorando apenas confirmei com a cabeça. Me lembro dos olhares horrorizados dos meus pais e minha mãe repetindo, “você não é isso, não fala besteira, você só esta confuso” e eu me defendendo “eu não estou confuso, eu sempre fui assim”.

    ResponderExcluir
  17. Parte 2
    Sai correndo da cozinha e fui para o meu quarto e eles pensando que eu iria me matar me seguiram correndo e disseram “nós vamos te ajudar com essa sua confusão que esta passando na sua cabeça ta bom, nós te amamos”. E eu estava tão apavorado e em pânico que concordei com o que eles disseram.
    Após algumas horas eu desci para a sala já que meu quarto é no terceiro andar de minha casa, então vi meus pais um com a bíblia e o outro com uma outra revista religiosa lendo, e acredite minha mãe não toca em uma dessas a anos. Depois de ver isso discretamente fui para o banheiro tomar banho e comecei a chorar novamente, e não vou mentir, tive sim pensamentos suicidas, mesmo sabendo que eu NUNCA teria coragem de tirar a minha própria vida, eu já me imaginei acabando com ela.
    Então voltei para a sala, meu pai olhou para mim e disse que isso era apenas uma fase eu achar que sou gay, após meu pai dizer a palavra gay minha mãe fechou a janela e falou para aumentar o som da TV; naquele momento eu percebi o quanto ela tinha vergonha do que eu sou. O meu pai disse “Eu e sua mãe vamos te ajudar nessa sua fase para que você não entenda as coisas de forma errada”, ele também usou a palavra “curar” como se eu tivesse uma doença, mas vendo a minha mãe e meu pai com tanta vergonha de mim eu aceitei a “ajuda” deles.
    Após algumas semanas meu pai me dava estudo e também lia a bíblia para ver se eu mudava e sempre diziam “isso é um pecado”. Então a cada noite eu pensava, “se Deus me fez assim por que eu devo negar o que sou? O amor é um pecado? Pois é isso que é ser homossexual, um homem amar outro homem e uma mulher amar outra mulher”.
    Ate que em mais ou menos umas três semanas depois eu estava na mesa e não me lembro exatamente como, mas eu entrei no assunto de eu não estar feliz, então veio esse outro assunto de eu ser gay;foi então que eu vi o que meus pais realmente acham de mim. Após eu dizer que eles tinha vergonha de mim, eu escutei o que nenhum filho no mundo deveria escutar de seus pais. Minha mãe junto do meu pai disseram que tinham vergonha disso, e que nessas exatas palavras eu era uma aberração, era anormal e um lixo. Sim, eles disseram exatamente essas palavras. E eles me vendo chorando diziam:”você esta chorando? Era para nós estarmos chorando”.Meu mundo acabou pra mim naquele momento, e como se não fosse o suficiente meu pai disse uma hora depois no carro com meus irmãos juntos exatamente isso: “Se você esta tão triste a depressivo assim, por que você não se mata”.
    Nem eu sabia o que sentir naquele momento, não haviam palavras ou expressões em meu rosto, era como se eu ficasse paralisado, ate eu voltar para casa e desabar de choro no chuveiro de novo. Eu sempre fui daquele tipo NERD, que tira ótimas notas e etc; já ganhei muitas medalhas e diplomas por isso; nunca fui de falar palavrão ou dar trabalho e meus pais sempre diziam orgulhosos de mim, ai de repente eles falam tudo isso para mim. Eu não tenho nenhum jeito afeminado, e deve ser por isso que eles se espantaram no começo, porem depois de 3 semanas dizer isso como se tudo o que eu sou e fiz na vida fosse apagado ou nunca existisse. Eu fiquei apavorado e apenas queria fugir.
    Mesmo eles sabendo de mim, meu pai continuou fazendo piadas maldosas sobre gays e usando uma palavra que eu odeio por ser muito preconceituosa na frente dos meus outros familiares,”bicha”, e zombando como se eu não estivesse na mesma sala que ele e não estivesse escutando.

    ResponderExcluir
  18. Eu pensava que viver não valia mais a pena, então todos os dias eu subia para a área no terceiro andar da minha casa e me imaginava me jogando de lá. Hoje esses pensamentos horríveis meus passaram, eu me aceito do jeito que sou, gay, mas ainda não contei para ninguém pois ainda não terminei de ser aceito pelos meus pais. Eles me pediram desculpa, mas, sempre que olho para eles me lembro de cada palavra que me disseram e cada rosto que fizeram, eu perdoei, mas a dor ainda mora em meu peito. Espero conseguir mostrar para eles que eu nasci assim, e que eles me aceitem do jeito que sou. Sei que Deus não iria querer que eu sofresse por eu ser quem eu sou, Ele nunca iria colocar isso dentro de mim achando que eu fosse fraco para não aguentar o que o mundo acha, pelo contrario, Ele colocou isso em mim pois sabe que eu sou forte o bastante para passar por muitos momentos difíceis que na verdade ainda estou passando, mas como uma musica fala: “O que não te mata te deixa mais forte”.Sei que Ele me ama e me aceita do jeito que me fez.
    Tenho 16 anos, contei de mim para meus pais faz uns três meses e ate hoje eles não disseram que me aceitavam, ainda moro com eles, afinal, sou menor de idade, porem, ainda acredito que essa dor que tenho um dia vai passar e eu não vou desistir da felicidade, quero ser feliz ao lado de alguém que amo, e construir uma família com ele não importa o que os outros pensam ou dizem.
    “Tenho fé que haverá um amanha muito melhor do que o hoje”
    Obrigado por lerem pois eu nunca falei disso para ninguém xD

    ResponderExcluir
  19. Parte 3 ai em cima

    ResponderExcluir
  20. Li toda sua história e se for de fato real, peço gentilmente que avalie o seguinte:
    -Não espere a aceitação dos outros, aceite-se você mesmo, tal como é, este já será um primeiro passo.
    -Seus pais foram frios e preconceituosos, pegaram realmente pesado mas lembre-se de que foram educados assim e precisam de um tempo p/assimilar isto. Com certeza já desconfiavam, mas qdo vc chegou e disse td você os obrigou a se posicionarem, isto não é fácil.
    -O mundo não vai parar para que você resolva seus problemas. Então vá à luta! Respeitar as diferenças é também aceitar que os outros possam ser e pensar diferente de você.
    -Não aceite provocações. Sei que elas doem, ofendem, mas pelo que você falou de sua família, acredito que ficará bem um dia...dê tempo ao tempo, seja digno, imponha-se não por ser gay, mas por ser uma pessoa que precisa ter sua dignidade respeitada, independente da opção sexual escolhida.
    Deus te conforte, divida isto com amigos e outros círculos de pessoas que possam te ajudar a superar este momento de "literalmente sair do armário". Acredite, ser feliz é difícil mas não é impossível. Abraços

    ResponderExcluir
  21. Obrigado pela força e pelas palavras!!! Vou segui-las.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido ,eu queria muito conversar com você, sua estória é muito comovente. Abraços

      Excluir
  22. Amigo é orientação sexual, não opção sexual pois são coisas diferentes xD

    ResponderExcluir
  23. Tenho tudo que preciso para ser feliz, tenho família, amigos, mas há algo que destrói e que não me permite ser feliz, o fato de ser homossexual... Eu simplesmente não me aceito assim, ninguem sabe dessa minha opção, tenho medo de revelar, não posso decepcionar minha família. Sei que isso não foi uma escolha minha e que não posso mudar isso, eu simplesmente desenvolvi esse lado. Quando era pequeno preferia brincar com as bonecas das minhas irmãs do que com os meus carrinhos. Hoje tenho 19 anos, me apaixonei por um cara de 20 e não sei o que faço, se fico com ele e tento ser feliz ou se sacrifico minha felicidade para não magoar meus semelhantes. Tenho muito medo e nem posso pedir a Deus coragem. :-(

    ResponderExcluir
  24. Eu imagino o quanto seja difícil sua situação, mas lhe digo, peça coragem e forças a Deus sim e q ele te guia em teus passos para q possas enfrentar essa situação...vc é assim e não podes mudar isso, não existem culpados e só vc pode lidar com toda a situação e seguir o q for melhor para vc, não sei como sua família lida com a homossexualidade mas acredito q com amor e compreensão irão lhe apoiar sim e querer ver a sua felicidade.Desejo q sejas feliz e q Deus oriente-te sempre.

    ResponderExcluir
  25. Tudo que é proibido é mais gostoso, por isso começou a homossexualidade, todo mundo sabe que o homem é mais forte que a mulher, e é para que? para protege-la, isso foi Deus ou algo do mundo que nos fez assim, e a mulher para reproduzir criar seus filhos como a mãe natureza, se fosse assim eu me casava com os meus pais com quem nos dar amor, ou o nosso melhor amigo para vida inteira, nós seres humanos criamos mundos diferentes para escapar da realidade, somos uns ETs dentro de nós mesmos que fogem de nossas origens e de quem nós somos, será que nossos avós deram a vida pra nada?
    Olhe mais pra ontem e para de ficar inventando o amanhã diferente, daqui a pouco vão querer criar outro orificio sexual, pois todo mundo sabe que só existe um encaixe não outro....

    ResponderExcluir
  26. sou gay mais não consigo abrir jogo , não aguento mais , tenho vontade de sumir pra algum lugar que ninguem me veja nunca mais . sofro com isso me doi por dentro. tenh 24 anos sempre gostei de homens , quero ser feliz com alguem mais não consgigo abrir jogo. não aguento mais . tenho vontade de me atirar de um p´rédio alto e morrer logo.

    ResponderExcluir
  27. Oi. Me chamo G... Tenho a vida que qualquer garoto da Minha idade gostaria de ter: Tenho uma ótima mesada dos Meus país, liberdade para sair quando quiser, uma ótima casa e ótimos pais. Tenho 16 anos sou gay ,me descobri a uns dois anos , no começo achei que tava louco, mas logo depois me aceitei. Ate hoje nunca contei a ninguém que sou gay, ninguém mesmo.Nao sou afeminado, muitos dizem q sou bonito, as garotas dao em cima de mim e dizem q sou o maior gato. Sofro muito por nao poder ficar com elas. E mais ainda por saber que meu segredo um dia vai desmoronar e minha vida vai virar um inferno. Meu pai, haaa esse nao tenho nem esperanca. Altamente preconceituoso com relacao a isso. Ja pensei em suicidio confesso. Hoje estou desesperado sem saber o q farei quando meus pais comecarem a cobrar namoradinhas... Sinto q estou num beco sem saida e tenho medo do que pode me acontecer. Como ja disse a inicio, tenho tudo menos a felicidade. E claro q nunca terei!

    ResponderExcluir
  28. Eu sei , esse não é seu e-mail, mais vou contar minha história por aqui.
    Bem, era um dia qualquer... quem estou enganando era eleição. hahah
    Claro no interior do Maranhão politica sempre mexe com a cidade inteira, sempre me divertia muito com meus amigos.. aé sou bi.
    Estava com meus amigos na porta de casa todos riamos e sabíamos que nossa candidato ia vencer. haha . Bem ... tudo normal e como de costume.. porém vi um cara sair de um carro .. tava de óculos como só m de meus amigos sabia sobre mim, mostrei pra ele discretamente... ele era lindo, eu ria, por que sabia que ele nunca olharia pra mim... demorou pouco falando no celular entrou no carro, e sumiu na rua. :(
    E como dito eu estava certo, nosso candidato venceu ( não me julguem por conta da politica , haha eu gosto da folia) então houve uma passeata de comemoração. Eu tava mais meu amigo na moto, como minha mãe era professora eu era um da frente na folia, mais quando olhei pro lado quem tava lá ? Isso ele , o mesmo do de óculos, como eu sou um anta pra perceber as coisas, quem me mostrou foi paulim meu amigo, ele parecia olhar pra mim com um sorriso lindo no rosto , mais eu tentava convencer a mim mesmo que nao era pra mim, mais daí ele me chamou ... isso me chamou discretamente, eu não pensei direito, e meu amigo me atiçava muito, então sai feito um louco pra esquina em que ele tava , fui pra um lugar mais a cima discreto, e ele veio atras com um carro, eu não acredita ..mais tbm como ia acreditar? mais meu amigo me envergonhava , haha riamos, enfim.. ele chegou .. disse o nome : Flavio , Flávio, eu disse o meu Alexandre.. ele pegou meu numero , então marcamos de nos vermo um pouco mais tarde , por que claro eu tava suado das folias e muito feio, haha .. banhei e meu amigo foi me deixar quase saindo da cidade pra ninguem ver, entrei no carro com ele, ele era apaixonante, fomos pra um motel, haha o engraçado e que sempre que sempre que iamos a moteis, eu ia pro banco de traz e ficava deitado pra ninguem me ver. Quando estavamos lá... conversamos muito, não acreditava no que ele falava , ele dizia que tava naquela cidade do interior do maranhão há trabalho pra uma empresa, e que já estava há pelo menos 1 ano na cidade, eu me assustei e pensei comigo msm" como eu não tinha o visto antes ?" , eu não morava mais na cidade, eu haia me mudado pra Teresina - PI , e sempre que eu podia ia para a cidade , ele havia me dito que sempre me observava e dizia: nossa que garoto lindo, por que ele não olha pra mim ? sera que ele curte? eu passo tão de vagar mais ele não olha , já até desci do carro farçando falar no celular mais ele não me olhou. E mal sabia ele que eu tinha visto ele falando no celular, então eu estava muito feliz por ouvir aquilo, não acreditava no que estava acontecendo, transamos, foi otimo( tem detalhes que acho melhor não contar , não quero que confundam minha historia com conto erótico haha ) todavia, eu tinha que voltar pra Teresina no outro dia, eu estava triste :( quem não estaria né msm ? eu fui , claro eu tinha o nome dele, procurei pelo face achei, então passou-se os meses, eu estava kd vez mais frequente pela cidade, e nos encontrava-mos como amigos para o povo, ele adorava carinha e eu amava isso, só que alguns problemas surgiram.

    ResponderExcluir
  29. Cont.. Um certo dia marcamos de nos encontrar ele ficou me esperando com o carro, mais eu não fui . Ele se sentiu humilhado, e kd vez mais surgiam contratempos, até um certo momento eu me perguntei se eu realmente gostava dele , então eu pedi um tempo, ele disse pra mim não parar de falar com ele. Eu fiz o contrário, tratei ele como inexistente, por pelo menos 2 meses, mais meu coração gritava , meu amigo falava pra mim voltar a falar com ele, meu amigo falava que ele sempre comentava sobre mim, eu demorei pra falar, mais daí decidi pedir pra nos encontrarmos, então eu fui, entrei no carro, ele tava sem o sorriso que me alegrava sempre, cara franzida, meu acarretado de trabalho, então fomos a uma lanchonete ele precisava encomendar uns sorvetes para empresa, então conversamos sobre meu sumiço, eu disse que o amava e que queria ele de volta, mais o que ele disse? Ele- vc sumiu, muito tempo passou, eu não posso simplismente dizer pra voltarmos tenho que pensar, vc me machucou muito, eu te jurei amor eterno,( a cada palavra meu coração sangrava , ele tava certo eu tinha feito aquilo tudo , fui cruel, ele não me merece, ele precisa de alguem melhor ) então os sorvetes chegaram, entrei no carro, depois de ajudar a por a mercadoria dentro. e foi me deixar em casa, assim que cheguei em casa, fui pra cama chorei muito ( ao so de The One That Got Away ) mais no outro dia bem cedo, uma mensagem: "amor eu te amo muito muito , não quero te perder, vamos voltar, vc é meu eu sou teu, e como no começo, eu te dizia; eu te amo mais que o mundo mundial, e eu te perguntava o quando vc me ama, e vc respondia : 3 metro acima do céu. Então sesa meu." Eu pulava de alegria, eramos muito discreto , parte que eu não contei, ele tinha 39 anos, parecia ter 25, eu tinha 18, ele falava que eu era o velho da relação , e eu que ele era a criança, ele tava certo eu era chato cabeça era toda metódica, ele não,e ele era um crianção, ele é baiano, amava o sotaque dele quando dizia : " amr, eu te amo viu, mais eu o mundo mundial ".
    Passou-se o tempo, e ele sempre que podia ia pra Salvador ver a família, ele tinha comprado passagem pra mim, ele queria me apresentar a todos por lá, porém dois meses antes da viagem, fiquei sabendo que o contrato da empresa que ele trabalhava havia acabado e que a empresa iria voltar pra Salvador, eu fiquei muito triste com a noticia, não tanto com a noticia mais com a forma que foi contada, ele foi pra casa, sumiu, eu sempre perguntava : " vc vai voltar né.? ele dizia que sim, mais eu sabia que não , ele falava "amor não me esquece", mais eu já tava esquecendo, daí ele decidiu me contar que não voltaria mais, até então eu não sabia disso, eu fiquei acabado, sem chão. ( por que ele não me contou antes de viajar ? por que ele fez isso comigo ? ) Me ligou e por telefone eu disse que não iria esperar e que tava tudo acabado. Ele me xingou , disse que me odiava, eu sempre muito frio. Mais eu sabia que ele xingava e dizia que me odiava por que isso era o contrario . Porém com o tempo voltamos a nos falar, e claro nunca nos esquecemos, ele em Salvador e eu em Teresina, porém o destino não decidiu ainda parear nossos caminhos, e então seguimos como amigos, ele diz que nunca achou ninguem e que o amor da vida dele sou eu , eu digo o msm. E essa é minha história com amor maior que o mundo mundial, e 3 metros acima do céu. que infelizmente despencou, que se reergueu e que seguiu, eu ainda o amo muito e sei tbm que ele me ama. E foi assim que uma eleição de 8 de outubro se tornou o dia que me fez gostar de politica, hahah . ( aaaa sim, a passagem? sim fomos pra recife, passeamos e teve muita historia por lá, mais não vou me estender demais ) Bom Dia, e obrigado nunca havia compartilhado minha história com ninguem. Ass: Alexandre

    ResponderExcluir
  30. oi li tudu so q naum intendo certo ainda tenho 13 anos sou gay
    minha mae fico loca q sobe meu pai pior ainda
    é q minha mae mi viu ficando com um amigo meu d 14nos
    fazendo sexo, naum é bem fazendo
    agente so tava fazendo carinho depois eu conto tudu

    ResponderExcluir
  31. Pessoal,eu sei que posso estar me iludindo,e ainda mas quando souberem que eu tenho depressão moderada vão me jogar,porém confio na minha intuição e NUNK VOU DESISTIR!
    Bom,tenho 15 anos e não sou assumido,eu me considero um morto-vivo,e cada dia que passa morro mais...Tenho todas as condições de ter 1 vida (bonito,boa família,estudado,inteligente,bom gosto)=NORMAL,só que não vivo uma vida normal.nao tenho amigos(todos se afastaram) e nunca namorei.Ás poucas vezes que tive "tentativas"(pq nunca cheguei a consumar) de sexo,derão errado e foram ridículas.
    ja tentei suicidio , tomo remedios escondidos tipo atideprecivo esses remedios..
    a questao e que me sinto mt so estou em uma depresao terrivel nao estou aguentando mais ..

    O Q FAÇOO ? SOU MUITO TIMÍDO,E CADA DIA MAIS DEPRIMO,NÃO PENSO MAIS EM SUICÍDO MAS PARECE QUE É PIOR,A DOR É MUITO GRANDEEE,me confortem ! Por favor ?!. me ajudem

    ResponderExcluir
  32. Lindas histórias!
    Também sou gay tenho 16 anos e realmente quem passa por isso sofre muito.desde alguns anos tenho me trancado na solidão sem saber oque faze. tem um garoto NA minha sala que trocamos olhares mais ainda não sei oque isso significa Será que amor!

    ResponderExcluir
  33. tambem ja sofri e sofro muito nao mais pelo bullying mas pelo fato de saber que mesmo se as pessoas respeitarem nos homos a vida nunca sera igual a dos demais.infelizmente ainda somos minorias e todos gays que conheco nao querem compromisso ou sao afeminados aos quais nao sinto atracao.claro que alguns gostam....mas nao faz meu tipo...repenso minha vida ...tudo que ja sofri..penso qual motivo de viver sozinho como se fosse um ser sem comeco nem fim.parece que todos os lado que tentamos escapar somos surpreendidos pelo preconceito homofobico.ate na igreja sofri por descobrir que deus abomina a homosexualidade.foi um choque pra mim.hj vivo por viver.quem sabe algum dia a felicidade bate a nossa bate....nunca desista de ser feliz..faca o bem ..sorria ...viva ...aproveite. o amor esta proximo ...

    ResponderExcluir
  34. A vida parece não ter mais graça nem sentido. Sou pai, me separei há um mês quando assumi minha orientação sexual. Estava namorando um rapaz à dois meses quando ele simplesmente me largou e ainda me traiu. Larguei minha vida, minha casa, minha "família" para ter um amor com ele e não tive condições nem de respirar ao descobrir a desilusão. Estou lutando dia após dia para não deixar a vida... Pior que não consigo esquecer dele de maneira alguma. O amo demais!!!

    ResponderExcluir
  35. oi amigos , li algumas de suas historias e vou falar um pouco da minha a minha não fala muito do que eu passei mais sim do que eu vivi com uma pessoa , conheci um garoto no carnaval de 2013 não sei explicar mais era um garoto maximo , legal e me dava muito carinho , ele era de outra cidade ele resolveu me pedir em namoro acabei aceitando ele acabou que veio mora na minha vida , da os tempos se passaram e passaram fui muito lindo uns dos melhores namoros que ja tive passei 1 ano e duas semana com ele , poiser a parte pior dessa historia e que terminamos , e não sei sei o que faço todos os dias lembro dele , ele não sai da minha mente foi a pessoa que mais amei em toda minha vida tenho vontade de morre quando lembro que não posso mais te-lo pra me , ja tentei ficar com varias pessoas pra ver se esquecia , mais não consigo, to me destruindo sentindo falta que meu magrinho de volta, sei que deve ser exageiro da minha parte , mais e impossivel esquecer , ele não e a pessoa mais bonita do mundo , mais foi a pessoa que me fez feliz ate o fim do relacionamento,,,,, espero que não se incomode com meu post ,,,

    ResponderExcluir
  36. Pior eu q tenho uma deficiencia fisica e agora gay!!! Preconceito em dose dupla! Que sortudo eu sou!

    ResponderExcluir
  37. Se alguem quiser um amigo ou sla Quem sabe algo mais serio me chama no whatz 66 9922-5412 Meu nome é Victor tenho 17anos

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;