Vivi um amor intenso e solitário
Dentro do meu peito esse amor cresceu, amadureceu
Viveu também momentos mágicos
Cheio de esperanças
Te entreguei o meu melhor
Sempre gostei de te amar
E você sempre recusou
E quanto mais recusa, repulsa...
Mais eu te amava
Criei fantasias, vivi de sonhos
E te esperei com calma, sem pressa
Uma vida inteira sem pressa
De sentir seu abraço, seu beijo molhado
Que você se recusou a me dar
Estive presente o tempo todo
Te amando sempre, incondicionalmente
Então um dia
Diante de amor tão lindo
Seu coração se quebrantou
Se encantou pelo meu amor
Se encantou com a minha espera
E me ofereceu o teu coração
Para que eu fizesse morada
Assim como fazia no meu
Enfeitou meu amor que era triste
Iluminou minha alma, compartilhou dos sonhos
E aos poucos, sem que se desse conta,
Eu preenchia todos os espaços do seu coração
Mas foi então que perdi
Perdi o amor que eu tinha
Perdi todo o encantamento
Meu coração amava o outro
Aquele que me negava, que me rejeitava
Esse que me acaricia a alma
Também me dá asas
E assim voei...
Voei feliz pra me encantar quem sabe
Com outro amor
Mas não te deixei só
Fiz morada no teu peito
E deixei pra você
O meu antigo amor
Aquele que recusou
Agora é teu... é minha herança pra ti
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. Lindo...lindo...........
    Todos merecemos um final de amor assim rsrsrsrs

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;