NAMORO À DISTÂNCIA PODE DAR CERTO ?

Geralmente quando duas pessoas se apaixonam e iniciam um namoro é normal decidirem passar mais tempo juntas para se conhecerem melhor. Mas, e quando a distância não permite os encontros do casal, será que o relacionamento pode dar certo?

Fernanda Guimarães Stefani e João Pedro Macimiano Trabbold, ambos com 23 anos, provam que a distância não é problema. Os dois começaram a namorar mesmo estando separados por milhares de quilômetros.

Fernanda é au pair (programa de intercâmbio para trabalhar como baby sitter em outro país), em New Jersey – EUA, desde janeiro de 2008 e João Pedro mora em Santo André. Eles se conheceram quando os tios dele se mudaram para Jundiaí, até então cidade onde ela morava. “Todos os feriados ou datas comemorativas o João ia pra Jundiaí visitar os parentes. Foi lá que nos conhecemos”, conta Fernanda.

Com as constantes visitas, eles se tornaram amigos. “Descobrimos muitas afinidades, mas só nos gostávamos como amigos. Ele sempre estava namorando quando viajava para Jundiaí, por isso nunca o vi com outros olhos”, afirma Fernanda.

Foi apenas no início desse ano que o contato entre os dois se tornou mais frequente e surgiu o interesse. “Durante um mês nos falamos praticamente todos os dias e em uma dessas conversas ele disse que eu poderia ser a pessoa com quem ele gostaria de passar o resto da vida junto. Foi então que começamos a namorar”, conta.

Desde o início do namoro o único encontro do casal é pelo vídeo do computador, pela internet. No que muitos veem um problema, para eles essa é a maior prova de que o relacionamento tem tudo para dar certo. “Creio que a fase mais difícil esta sendo agora, mas a distancia é o melhor teste de durabilidade e seriedade de um relacionamento”.

Agora em junho, mês dos namorados, Fernanda e João Pedro vão se encontrar pessoalmente pela primeira vez após o início do namoro, e esperam matar a saudades. Pensam até em planejar o casamento, que deve acontecer no início do próximo ano, já que Fernanda volta ao Brasil em agosto.

A partir de reportagem do Diário do Grande ABC. Leia texto original
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. *Feliiz Diia do Beeeeeeeeeijo *
    passaa pra geral oon aii
    que devolver queer ficar você (

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;