LIVROS FALAM DO AMOR "ENTRE IGUAIS"


Recentemente, dois livros lançados no Brasil, por autores nacionais, tratam do mesmo, espinhoso e polêmico tema: o amor homossexual. No primeiro deles, “O Filho da Mãe” (Companhia das Letras, 206 págs., R$ 39), a temática foi escolhida pelo escritor Bernardo Carvalho depois de uma breve viagem a São Petersburgo, quando pesquisava para escrever uma história de amor sob encomenda do projeto “Amores Expressos”. Na obra, Carvalho traz uma reflexão sobre o amor maternal e sua relação com a guerra, inspiração que o autor teve quando, em suas pesquisas, soube do Comitê das Mães dos Soldados, que ajuda jovens enviados à Tchechênia. O relacionamento homossexual, tema recorrente na obra de Carvalho, não o preocupa, embora não deseje ser conhecido como escritor gay.

Nas palavras de Maurício Stycer, “o mesmo tempo, Bernardo Carvalho eleva o tom ao descrever o novo estado policial russo, vigente desde o colapso do regime comunista. Ainda que sem ceder à tentação do “discurso” ou perder o domínio sobre o fluxo narrativo, essa “politização” do romance soa, para mim, como outra novidade em sua obra”.

Já o romance “Uma Leve Simetria” (Não Editora, 222 págs., R$.30,00), do escritor gaúcho Rafael Bán Jacobsen, trata de um tema antigo como o mundo: o embate entre aspirações de uma fé religiosa pura e o desejo proibido da carne. O que Jacobsen faz em sua narrativa é inverter o foco, ao apresentar esse tema aplicado a uma atração proibida entre dois rapazes. Uma Leve Simetria narra a história de Daniel, jovem judeu que, órfão, é praticamente adotado pela comunidade em que vive – e cresce devoto à fé de seus ancestrais. Na mesma comunidade, vive Pedro, outro jovem judeu também encarado como órfão, mas por motivos diferentes: o pai abandonou o lar anos antes. Criados na mesma vizinhança e colegas de escola, ambos se aproximam quando Daniel começa a ajudar o amigo a se preparar para o ritual do bar mitzvah – e não demora a se descobrir apaixonado por ele.

Na origem de sua inspiração para o tema, Jacobsen traz o passado de dois heróis bíblicos Jônatas e Davi (rei de Israel). Narrada no livro de Samuel, a amizade entre ambos foi durante séculos estudada para determinar sua verdadeira natureza, se amizade masculina, se atração homossexual casta ou se relacionamento amoroso. Essa é também a dúvida que vai se insinuando no espírito de Daniel. A força e a paixão do sentimento pelo amigo dilaceram sua alma quando comparadas com a letra da lei.
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

3 comentários :

  1. Alexandremaio 17, 2009

    uma leve simetria parece ser um exelente livro,vou conferir
    (17/5/2009 19:07:39) - (IP: 200.155.107.227)

    ResponderExcluir
  2. Estou vivendo algo semelhante desde que conheci um rapaz e nos envolvemos detal modo que não sabemos ao certo se é realmente só amizade... O problema é que sou casado e isto é conflituoso.

    ResponderExcluir
  3. Sou casada, há trinta anos. Mas na juventude fui muito apaixona por uma pessoa, achava que era brincadeira de criança. Quando tinha 14 anos ele foi embora de minha cidade, nunca mais eu o encontrei e nem sabia seu paradeiro. Após 21 anos eu o encontrei, trocamos algumas palavras e nós perdemos mais uma vez. Agora depois de mais 15 anos nos encontramos de novo num restaurante trocamos apenas olhares, pois estava com meu marido. E os encontros foram acontecendo cada vez mais freqüentes sem data nem hora ou local. Era em Shoping, restaurantes, estacionamentos e estradadas, porque eu sabia seu carro e sua placa, então sabia que encontrava o nas estradas. Após determinado tempo trocas nossos celulares e começamos a mandar mensagens. Ele se declarou dizendo que sempre foi apaixonado Pr mim, que gosta de mim de verdade. Mas pena que tudo acabou do nada sem nenhum encontro, sem nenhuma despedid. Será que isso é coisa de outrs vidas?

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;