INFIDELIDADE : SEJA HONESTA CONSIGO MESMA


Laços, afinidades e uma convivência feliz fortalecem qualquer relacionamento, mas não impedem que você ou o seu namorado sinta desejo por alguém. Afinal, nunca se sabe o que o destino nos reserva ao dobrar a esquina

QUANDO VOCÊ QUER MAIS E MAIS...
Se você já foi infiel uma vez e sente vontade de repetir a dose, com a mesma pessoa ou com outra, aí talvez seja hora de parar e fazer uma reflexão. "Isso porque você corre o risco de ficar em conflito, dividida entre as duas histórias, sem conseguir estar inteira em nenhuma delas", adverte a psicóloga clínica Rosemeire Zago (SP). Esse comportamento pode indicar imaturidade para fazer as escolhas mais adequadas a nossas reais características, necessidades e desejos - o que só o autoconhecimento proporciona.

Nesse momento é importante ter clareza sobre o que a levou a se envolver com outra pessoa e sobre o significado do seu relacionamento. Dê um tempo a si mesma e se pergunte "ainda o amo?" e "por que fiz isso?", e ouça a resposta com a maior honestidade do mundo. "Se você permite que outro homem entre em sua vida, pode ser sinal de que a relação não está nada bem e necessita ser avaliada", esclarece Rosemeire.

A SUA VERDADE EM PRIMEIRO LUGAR
Não se esqueça: você precisa ser leal consigo mesma. É um erro ser infiel apenas pela sensação de "pular a cerca" ou para compensar um relacionamento ruim, do mesmo modo que ser fiel a qualquer preço pode ser uma ilusão. "Se uma relação harmoniosa e feliz não for possível ou se não existe amor, o mais indicado é se separar em vez de obrigar-se a ser fiel", diz Rosemeire Zago.

Se a pessoa insistir na idéia de que um relacionamento sem sal e sem açúcar é feliz e que o hábito pode substituir a sua verdade pessoal, é como se ela tentasse sair de um lago puxando os próprios cabelos. "Você termina construindo uma relação com uma carga muito grande de coisas artificiais", adverte Eliana Caligiuri. "Idealiza uma união certinha e perfeita, mas não está satisfeita, não tem prazer e nem é leal consigo mesma porque deixa a sua verdade totalmente de lado." Sem falar que o seu parceiro também perceberá que você não está sendo autêntica e que algo está errado.

PERIGO! PERIGO! PERIGO!
A psicóloga Rosemeire Zago aponta alguns sinais de que a sua relação não vai bem:
Afastamento físico:
Os carinhos, abraços e principalmente o beijo na boca, que é mais íntimo que a própria relação sexual, se tornam muito raros.

O sexo se espaça cada vez mais.
A pessoa vai a compromissos sociais sem a companhia do outro.

Afastamento psicológico:
Ausência de intimidade.

Falta de diálogo sobre sentimentos.
O casal não compartilha planos futuros.

Há o aumento das atividades individuais.
Ela (ou ele) se sobrecarrega de trabalho para não ficar com o(a) parceiro(a).
A partir de reportagen do portal ITodas. Leia texto integral
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;