COMO É DIFÍCIL FICAR COM QUEM SE AMA !

"Tenho 25 anos e há dois anos conheci o meu amado. Me apaixonei à primeira vista. Quando ele me via, ficava sem graça , vermelho e sem reação. Não entendia porque, depois de mais ou menos um mês, começamos a nos falar. Ele sempre foi fechado com as meninas, mas veio falar comigo, cuidava dos meus passos, me dava conselhos e às vezes me ligava pra dizer bom dia ou boa noite. Mas antes de termos algum envolvimento ele me disse que vivia com uma moça há quatro e que lamentava não ter me conhecido antes. A gente se comunicava por olhares, seu sorriso me fazia sonhar acordada... Dias depois sai com umas amigas e ele me viu me ligou dizendo que estava linda. Adorava quando ele me elogiava. Bebi um pouco demais e liguei pra ele. Não demorou dois minutos ele veio falar comigo. Nos beijamos e me entreguei completamente. Depois disso tudo mudou: me olhava diferente; me mandava presentes; quando nos encontrávamos podia estar ao lado de quem fosse ele pegava minha mão e beijava suavemente. Levava até seu coração, que estava acelerado. Aquilo era maravilhoso. Ele me chamava de 'fada'. Eu chorava muito por amá-lo e me perguntar o que eu era pra ele... Nunca me prometeu nada e nunca me escondeu nada. Parei de vê-lo, mas mesmo assim ele me liga pra me perguntar dos meus dias. Há um mês ligou dizendo que não o me esquece... Fico paecendo boba, mas vou levando a vida... Estou namorando há seis meses, tentando refazer a minha vida, mas é dificil... eu não consigo esquecê-lo... Sei que se ele largar dela eu vou correndo pra ele. Eu não sei se é minha alma gêmea, mas não entendo porque é tão difícil ficar com quem se ama..." (Comentário anônimo)

O relacionamento é a experiência individual mais importante que podemos criar para nós mesmos. E que, na ausência do relacionamento, não somos nada. É fundamental sabermos quem somos, e só o relacionamento é capaz de fazer isso. Estou falando aqui não só do encontro de vida com as pessoas que nos cercam, mas também com os lugares, coisas e até acontecimentos.

Todos nós nos relacionamos com as circunstâncias e os fatos de nossa vida. E graças a isso nos expressamos, realizamos e nos tornamos o que realmente somos.

Quando entendemos o lugar especial que o relacionamento ocupa na experiência de todos nós, passamos a saber realmente que a experiência do relacionamento é imprescindível, seja ela abertamente positiva ou "falsamente negativa". Então, o que os parceiros deveriam realizar um com o outro não seria tirar o que precisam para si, mas dar o que cada um precisa para crescer e tornar-se plenamente o que pode ser. Permitir que as pessoas a quem estamos ligados se expressem e experimentem quem realmente são.

Por isto, neste espaço, trabalhamos com conceitos difíceis de aceitar, mas absolutamente verdadeiros. São os conceitos de que, no relacionamento, "somos um só", "o amor nunca diz não" e "escolho para você o que você escolhe para você". Esta jovem que nos escreve, no fundo de sua sabedoria e de sua resignação, entende o que digo e vive este amor plenamente. Só nos cabe informá-la que deve fazê-lo sem culpa, pois para muitas pessoas nesta vida o desafio maior não é realizar um grande amor, mas sim "ter" um grande amor. Algo, às vezes, inalcançável. E, embora raro e difícil, esta experiência você já tem.
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. me identifiquei com essa história.Não consegui me conter lendo, as lágrima rolavam pelo meu rosto. Conheci um rapaz por intemédio da minha mãe.por tempos nos olhávamos e eu me apaixonei, mas ele nunca falava nada. e eu sofria calada. até que um dia ele falou que queria me encontrar. depois de um tempo nos beijamos, só que ele tinha um namoro de 6 anos. mas em tdos lugares que íamos, todos juntos(familia, amigos) ele ficava perto de mim, conversando comigo. e eu ainda choro por amá-lo e me pergunto o que sou pra ele.nos falamos quase todos os dias pela internet, ele pergunta da minha vida. se ele largá-la eu também vou correndo pra ele. Sou muito nova e não entendo muito de sentimentos mas sei que é algo muito forte.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;