O amor romântico pode durar toda a vida e levar a mais felizes e saudáveis relações. Esta não é a afirmativa de um poeta inveterado ou de uma adolescente no auge da primeira paixão. É o resultado de uma pesquisa desenvolvida pela psicóloga Bianca P. Acevedo e publicada pela "Stony Brook University", atualmente na Universidade da Califórnia, nos EUA. "Muitos acreditam que o amor romântico é o mesmo que o amor apaixonado", disse a pesquisadora. Amor romântico tem a intensidade, o envolvimento sexual e química que o amor apaixonado tem, menos o componente obsessivo. Apaixonado ou obsessivo amor inclui sentimentos de incerteza e ansiedade.”

Estas conclusões aparecem na última edição da revista "Review of General Psychology", publicada pela American Psychological Association. Bianca Acevedo analisou 25 estudos com 6.070 indivíduos, com relacionamentos em curto e longo prazo para descobrir se o amor romântico está associado com maior satisfação. Para determinar isso, classificou as relações em romântica e apaixonada. A análise descobriu que aqueles que relataram maior amor romântico eram mais satisfeitas, tanto no curto e longo prazo. E aqueles que relataram maior amor apaixonado em seus relacionamentos estavam mais satisfeitos no curto prazo em comparação com o longo prazo.

Em 10% dos casos, os parceiros que estão juntos há mais de 20 anos apresentaram as mesmas reações químicas cerebrais dos recém-casados, com um pico na liberação de dopamina quando olhavam para uma foto do parceiro. A pesquisa demonstra que a crença tradicional de que o amor romântico apresenta um pico no início do relacionamento, declinando fortemente depois de alguns anos, tem exceções significativas.

Estudos anteriores já haviam demonstrado que o mito da queda no interesse mútuo a partir do segundo ano de casamento é realmente um mito, assim como a famosa crise dos 7 anos. A atual pesquisa é mais um elemento nesse campo, demonstrando que a ciência ainda entende pouco de amor, mas já sabe reconhecer que ele dura mais do que se acreditava.

Os pesquisadores compararam os casais que mantêm o amor romântico por tanto tempo - mais do que 20 anos - com os cisnes e as raposas cinzentas, animais que parecem ter uma espécie de mapa do amor que os permite manter os mesmos parceiros por toda a vida.
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

2 comentários :

  1. Ain que romantico!Achei muito interessante o post, muito mesmo. Não sabia que a gente libera tipo uma substancia quando ve a foto do parceiro. Adorei.. parabéns pelo conteúdo e pelo blog..
    bjinhus

    ResponderExcluir
  2. queria q opinassem sobre a situação em q vivo hoje. Conheci uma mulher através de um jogo online, no inicio trocávamos mensagens dentro do jogo, agente conversava muito, sobre todos, começamos e falar de gostos, gerias e especialmente musicais, tinhamos e ainda temos quase se não todos os mesmos gostos, e foi assim um e outro enviando link pro outro, tantas madrugadasconversando um com o outro, pois nem jogar jogavmaos mais, entravamos apenas para fala um com o outro. Hoje eu não consigo passa uma hora se quer sem pensar nela e em com ela esta, no q ela estar fazendo, o q ela come e se come bem e isso é mutuo. nossas condições saum complicadas, complicadas de mais pra q possamos ficar juntos, ela é compromissado eu tbm sou,, ela mora em outro estado, mas a distancia naum é um problema, A um tmp atras vendo q as cosas estavam ruim tanto pra um como pra outro, Decidimos naum nos falarmos mais, nos excluimos do facebook, naum nos falamos masi por telefone. deletamos um ao outro dentro do jogo. msm assim isso naum foi o suficiente não aguetamos e voltamos a nos falar, foi algo que nem pensar no paraiso podesse se igualar. mas ainda sofremos pela tal condiçoes de cada, a vontade q temos de estar junto ao outro. So nos conhecemos por fotos e webcam, e kda vez q nos falamos é como sorri estar feliz com uma facada nno peito. estamos ja sem saber oq fazer, ela mais ainda pois a situação em q ela se encontra é mais complicada do q a minha, familia conservadora, religiaum e casamento é oq mais pesa. tanto ela qnt eu. Quantos ja anum teram passsado por algo assim? oq é isso, como explicar , por q nos naum sabemos. Obg!!!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;