Ao reprimir seus sentimentos, você estará criando uma dificuldade em ouvir sua intuição e, claro, não sentirá prazer por estar vivo. Algumas pessoas reprimem seus sentimentos pela falta de apoio emocional, especialmente na adolescência. Se ao expressar uma emoção obtemos uma resposta negativa, aprendemos que o certo é reprimi-la.

Ao guardar os sentimentos, acabamos por bloquear o fluxo de energia que fica estagnado no corpo. As emoções que não são expressas ficam bloqueadas, produzindo mudanças físicas e emocionais. Mas, quando você as expõe, a energia é liberada e o que está estagnado, dissolvido.

Sabemos que as emoções estão sempre mudando. Passamos por uma grande variedade de sentimentos todos os dias. Na verdade, não existem sentimentos positivos ou negativos. Nós que os aceitamos ou rejeitamos, ou seja, todos os sentimentos são parte do propósito de estar vivo, já que somos todos canais criativos.

Por isso, permita que os sentimentos fluam. Brinque, sorria, brigue, fique triste, mas exponha-se. Se você reprimir suas emoções, um dia irá ouvi-las dentro de si e poderá ser tarde demais. Qualquer negativa frente a um desejo irá causar uma espécie de repressão interna, desequilibrando sua harmonia espiritual, mental e corporal.

Não se deve bloquear o que é natural, desde os atos simples até outras necessidades. Exemplo: está com vontade de ir ao banheiro agora? Então, pare a leitura e vá. Tem vontade de dar um espirro? Não segure. Se você reprimir estes impulsos, acabará acumulando uma pressão nos órgãos internos e no futuro poderá ficar doente.

Não estou de maneira nenhuma pedindo para você "chutar o balde" e fazer o que desejar. Se você tomar uma atitude radical, irá demonstrar que está agindo sem maturidade. Em todos nós existe uma energia divina e sublime que se transforma em energia criativa. Uma força enaltecedora que, ao ser ativada, acaba provocando uma transformação benéfica em todos os sentidos.
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;