Sempre acho que namoro, casamento, romance, tem começo, meio e fim.Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa:

-Ah,terminei o namoro...
-Nossa, estavam juntos há tanto tempo.....
-Cinco anos...que pena...acabou....
-é...não deu certo...'

Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores. Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam.

Às vezes voce não consegue nem dar cem por cento de voce para voce mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos essa coisa completa. Às vezes ela é fiel, mas é devagar na cama. Às vezes ele é carinhoso, mas não é fiel.Às vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador. Às vezes ela é muito bonita, mas não é sensível.Tudo junto, não vamos encontrar.

Perceba qual o aspecto mais importante para você e invista nele. Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia. E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona... Acho que o beijo é importante... e se o beijo bate... se joga... se não bate... mais um Martini, por favor... e vá dar uma volta.

Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer. Não brigue, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvidas, problema dela, cabe a você esperar.... ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos, mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob pressão? O legal é alguém que está com você, só por você. E vice versa. Não fique com alguém por pena. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento.

Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia? Gostar dói. Muitas vezes você vai sentir raiva, ciúmes, ódio, frustração..... Faz parte. Você convive com outro ser, um outro mundo, um outro universo. E nem sempre as coisas são como você gostaria que fosse.... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível.

Na vida e no amor, não temos garantias. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. E nem todo sexo bom é para descartar... Ou se apaixonar... Ou se culpar... Enfim... quem disse que ser adulto é fácil ?????

Arnaldo Jabor
Colaboração :
Gisele
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

4 comentários :

  1. Parabens muito interessante este texto, retratou direito como é a vida, tenha uma bao noite .
    www.workingfreelancer.webs.com

    ResponderExcluir
  2. Texto maravilhoso, isso é tudo o que penso da vida. Aliás o Arnaldo Jabor é ótimo,adoro as cronicas dele, pois são muito reais, verdadeiras, mas faltou ele falar nessa loucura que é a vida o que a gente faz com um amor que não rolou, que não fluiu, enfim que não aconteceu...mas aconteceu dentro da gente. Sim porque ao ler várias histórias de vida postadas aquí, vejo que essa loucura não é esclusividade minha...existem muitos loucos por aí...então penso que a vida pode ser assim um banquete tradicional com tudo no lugar, amores, casamentos, trabalho, pessoas centradas mas sempre pessoas que se amam, se odeiam, esperam demais dos outros, enfim uma vida, mas nesse banquete não tem lugar para um amor assim...que mora dentro de um coração desde sempre sem jamais ter acontecido de verdade. Não tem nome isso, não tem lugar na vida de ninguem, não se encaixa em qualquer lugar da mesa, não cabe entende? Mas existe e não é invisivel...tá lá procurando seu espaço, seu nome.E aí quem explica isso??? Ninguem sabe ninguem viu é muito louco.
    A vida por hora também pode ser um banquete à francesa, onde cada um vai lá e se serve do que quer, qundo quer e tem gente que ~enche seu prato de decepções, mas por sua vez são decepções concretas, nem sempre escolhidas, mas sempre visíveis em determinado momento. Tem aquele ser que como diz o texto tem medo de se jogar, ponderado pega tudo de forma comedida, e tem aquele que sai pegando tudo mesmo, não tá nem aí com digestão ou indigestão...se joga literalmente, mas mesmo assim nessa diversidade não tem lugar pra essa coisa que carregamos e sequer sabemos o nome . Uma lembrança de uma vida?? De uma outra vida ??? Mas e aí...tudo tem seu lugar no mundo, menos esse sentimento que sequer pode ser chamado de sentimento. Sim, porque ele está lá no meu coração desde sempre. A vida segue seu curso normal com tudo o que se tem direito, amor, trabalho, filho, amizades que vem e que vão, alegrias, felicidades sem fim, mas essa coisa lá dentro esperando pra nascer???? Um nome??? Amor platônico??? Não creio, pois nada nunca impediu sequer outros amores, grandes paixões e uma vida certinha.
    Então qual o nome desse bichinho alojado em um coração que nunca esquece o que sequer viveu.
    Qual o nome que se dá para uma saudade do que não aconteceu, de um sorriso que nunca se viu, ou se viu ja nem se lembra mais???
    Esse bichinho que persiste dentro dp meu coração não dói, não incomoda, não me faz feliz nem infeliz, simplesmente existe.
    Apenas gostaria de saber qual seu nome, seu propósito e acima de tudo...qual sua finalidade em uma vida inteira.
    BETTY BOOP

    ResponderExcluir
  3. Gisele - melody@superig.com.brjaneiro 10, 2009

    Bárbaro!
    Amei esse texto, vale muito à pena ler .
    Para relacionamentos que acabaram, ajuda muito!
    beijão
    Gisele

    ResponderExcluir
  4. gostei da realidade do texto. faz vc deixar velhas coisa...


    paty pupila

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;