FILME : A PAIXÃO COMO OBSESSÃO

O diretor Philippe Garrel vem sendo amado e odiado devido a seu "A Fronteira da Alvorada". O filme tem o filho do diretor, o ator Louis Garrel, no papel principal. Mas, as principais críticas vão para a fotografia em preto e branco e às referências ao noir, consideradas cansativas para aqueles não acostumados ao típico cinema francês. O filme, apesar disso, e o que nos interessa, trata de uma grande paixão, doentia e avassaladora como a própria definição do sentimento exige. Carole (Laura Smet) é uma estrela de cinema, vive cercada de amigos, mas se sente só. François vai até a casa dela para fazer uma reportagem fotográfica. Instável e descontente, a moça pede que o ensaio seja repetido num outro lugar mais calmo, o que é prontamente atendido pelo jovem. A sessão de fotos, no entanto, torna-se um encontro entre os dois, que passam a se ver constantemente após perceberem uma paixão mútua avassaladora, mesmo que Carole seja casada.

O marido dela, que a despreza e vive em Hollywood, resolve fazer uma visita surpresa e quase flagra os dois. François se acovarda e desiste da relação. O que era apenas uma paixão se torna uma obsessão e a atriz acaba sendo internada em um hospício. Ele, então, conhece Ève (Clémentine Poidatz), mas não consegue se decidir se realmente ama a nova namorada ou gosta mais de Carole. Ève é uma mulher aparentemente bem mais estável que a outra. A relação entre os dois vai cada vez melhor, tornando-se cada vez mais séria, até o momento em que ambos decidem se casar. Imaginando estar preparado para o novo passo, François relembra os momentos em que esteve com Carole. Confuso sobre seus sentimentos, o fotógrafo precisará decidir quem é a mulher a quem ama verdadeiramente.

Com direção de Philippe Garrel, "A Fronteira da Alvorada" retoma a dobradinha do cineasta com seu filho, o ator Louis Garrel, que também protagonizou "Amantes Constantes". O filme foi selecionado para o Festival de Cannes de 2008, onde acabou sendo vaiado.

Ficha técnica - Diretor: Philippe Garrel - Elenco: Louis Garrel, Clémentine Poidatz, Laura Smet - Nome Original: La Frontière de l´aube - Ano: 2008 - País: França - Duração: 106 minutos

Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. t01teixeira@yahoo.com.brjaneiro 11, 2009

    Quero agradecer a todos pelas respostas
    recebidas. Pensei que era so eu que ainda não encontrou um amor de
    verdade.Meu coração mais apanha do que bate,mas quem sabe um dia ele
    ira bater muito forte por alguém muito especial que deve existir em
    algum lugar.Sei que a vida na maioria das vezes não é um mar de rosas,
    mas não se chega as flores sem antes passar pelos espinhos.Se alguem
    quiser encontrar um amigo sou associado na comunidade amordealmas no
    orkut, deixem um recadinho lá para mim, não tenho nenhum
    mesmo... FELICIDADE E MUITA PAZ A TODOS. Tarcisio Teixeira

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;