Não é a dor que quero entender
( essa dói e pronto).
Mas este mistério de duas almas que não se tocam
E têm quase uma unidade na imortalidade.
Mas é isto que quero!
Você me ama?
Você quer construir uma vida comigo?
Tem desejo e sabor?
Eu sinto que você me quer, que até precisa de mim,
Mas queria uma certeza.
Quantas vezes vislumbrei o que seria o derradeiro e nem início era...
Quantas vezes esperei contar
e só senti se afastarem e eu ficar no chão...

Eu quero a certeza do absoluto, a afirmação positiva.
Não quero o sonho dos loucos,
nem a vontade dos sem-alma.
Eu quero a certeza da vida, a afirmação do amor.

Não apenas um amor carnal e dirigido, mas do sentimento verdadeiro que se entranha na alma e não existam mágoas, que não se dissolvam.

Quero ter a certeza premonitória que posso mergulhar, que não encontrarei uma pedra.

Quero a certeza da luz que não se machuca nos espinhos, penetra as sombras, não se inibe no mar...

Ou a certeza ou nada!
Duas almas que constróem uma estrada juntos,
não sabem como este trajeto será,
mas apenas têm uma certeza quase sobre-humana que têm que construir juntas.
São vidas independentes, mas harmônicas.
São autônomas, mas responsáveis.
Consistentes no que sentem e têm a certeza do que realmente sentem.
Não é um "eu acho", "pode ser", "quem sabe", "vamos tentar", "se der certo"...
É a certeza que só o verdadeiro amor tem.
Que não tem fronteiras, nem modos,
Um amor que não espreita, não sucumbe,
nem apenas existe para satisfazer nosso egoísmo.
Pra mim, nosso sentimento é isto.
É entrega,
é honestidade,
é cumplicidade
e, um sentimento só pode ser intitulado amor,
quando duas almas se fundem e se tornam uma só.
Quero e espero muito ser capaz de te fazer feliz.
Devo isto a você, devo isto a mim...

Desconheço a Autoria
Caso você conheça ou seja o autor do texto acima,
comunique-se conosco para que possamos dar o devido crédito
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

3 comentários :

  1. Que pena que não me escolheste
    Pra passar o resto da minha vida do teu lado
    Voce me diz que ainda dá tempo
    Mas que tempo é esse que nunca chega
    Que pena eu não pude te dar os filhos que tanto amas
    Que pena que não posso acordar do teu lado
    Te sorrir ao dizer bom dia
    Dedicar minha vida pra te fazer feliz
    Que pena
    Pena que a vida nos separou
    Sem ao menos eu poder te mostrar o quão companheira eu seria
    Pena não poder estar do seu lado na tua pior crise
    No teu melhor momento
    Pena não poder te apoiar em tudo o que fazes
    Pena não poder brigar contigo por alguma coisa que não suporto
    Que pena essa vida louca
    Que pena que não posso voltar no tempo
    Te amarrar e não deixar voce fugir de mim
    Pena que de nada adianta declarar meu amor pra ti agora
    Pena eu não posso voltar e fazer tudo de novo
    Com mais intensidade
    Te beijar te abraçar
    Se soubesse que não teria nova oportunidade
    Jamais deixaria esquecer meu beijo
    Meu abraço
    E ...teria te amado
    Como ninguém te amou
    que pena que terei que deixar pra uma outra vida
    coisas que gostaria de ter feito nesta ..que pena

    ResponderExcluir
  2. SÓ ASSIM CONSIGO DORMIR

    Há anos tenho dormido embalada nos teus braços, no teu aconchego, no teu silêncio que me inunda com todas as palavras que nao precisam ser ditas.

    Só assim, consigo dormir...com você, no teu abraço...

    Você existe na minha vida e tem que ter sido meu em uma outra dimensão...ao contrário não te sentiria tão meu, tão dentro de mim.

    Eu te amo com a alma e assim, amo tua alma também...pouco me importa tuas vestes, tua roupagem nesta vida...tua idade é eterna pra mim, assim como serei eterna pra tí...em outro lugar, um lugar onde só nós saberemos.

    Isso me conforta...saber que um dia será tua alma minha e a minha que já é tua, mais tua ainda.
    O saber da tua existência me basta, saber que ainda respira no mesmo mundo que vivo...não importa com quem esteja...importa que sejas feliz.

    Você tem sido feliz nesta vida?

    Esta é verdadeiramente a única questão que tem me entristecido...não saber nada da tua vida, não poder acompanhar esta tua jornada, teus erros, teus acertos, teus amores...

    Mas com certeza foi nossa escolha que fosse assim.

    ResponderExcluir
  3. Você apareceu do nada em minha vida
    Quando vi, já estávamos nos amando!
    Foi quando percebi que as décadas nos separavam.
    Não posso ser sua!
    A menos que o tempo retrocedesse,pra mim, ou adiantasse pra você.
    Porque? Me pergunto. Porque é assim, porque foi assim?
    Você é tudo que sempre imaginei. Pensei que nem existisse!
    E agora? Como vou viver? Sozinha?
    Tendo minha sala, meu quarto por companheiro.
    Ah! porque fui te conhecer.
    Passo o dia inteiro olhando, talvés apareça na janela do meu computador, sorrindo, simplesmente me olhe e neste olhar, diga bom dia!
    Seu olhar encheria meu dia de luz e esta luz me reconduziria para mim mesma. Iluminada deixaria de ser sua refém, mas assim...mais que cativada estou no cativeiro da tua alma!
    Por favor, reapareça... entre pela porta da minha sala e diga que Deus revogou a sentença; as décadas foram suprimidas, pertencemos a mesma geração!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;