Hoje aprendi que o mais importante na vida
é aprender a dar amor e a recebê-lo.

Deixe o amor vir.
Pensamos que não merecemos amor;
pensamos que,
se nos abirmos a ele, nos enfraquecemos.

Mas um sábio chamado Levine disse a palavra certa:
‘O amor é o único ato racional’.

Então, repita comigo :
‘O amor é o único ato racional’
e acentue o efeito desta descoberta em tua vida.

O amor é supremamente importante.
Como disse o grande poeta, Auden,
“Amem-se uns aos outros, ou pereçam”.

Sem amor, somos pássaros de asas quebradas

Pensei nas muitas vezes
que essa atitude é necessária na vida diária.

Como nos sentimos sozinhos,
às vezes a ponto de chorar,
mas não deixamos as lágrimas saírem
porque achamos que chorar não fica bem.

Ou quando sentimos uma onda de amor por alguém,
mas não revelamos
porque o medo do que a revelação pode causar ao relacionamento nos paralisa.

Logo vi que a solução é "abrir a torneira".

Banhar-se na emoção.
Não faz nenhum mal.
Só fará bem.

Se deixarmos o medo lá dentro,
se o vestirmos como quem veste uma camisa,
podemos dizer, “muito bem, é só medo,
não vou deixar que ele me domine.
É só medo e nada mais".

E o medo acaba.

Sei, por outro lado, quanto é doloroso
não se poder estar com uma pessoa a quem se ama.

Mas você precisa ficar em paz.
O que significa aceitar as escolhas de cada um.

Afinal, não existem fórmulas para os relacionamentos.

O caminho precisa ser negociado em clima de amor,
com espaço para ambas as partes,
para o que querem e o que necessitam,
para o que podem fazer,
levando em conta a vida de cada um.

No comércio, as pessoas negociam para ganhar.

Talvez estejamos, em nossos relacionamentos,
habituados a isto.

Mas o amor é diferente.
O amor existe
( e é eterno )
quando estamos mais preocupados com a situação do outro do que com a nossa.

E lembre-se :

Sem amor, somos pássaros de asas quebradas
Esta mensagem foi elaborada com base no livro "A Última Grande Lição" (Mitch Albom - Editora Sextante), que me foi apresentado por uma das integrantes do Grupo AMOR DE ALMAS e, agora amiga, Andreia Fiuza
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

1 comentários :

  1. Realmente, o amor é o sentido da vida. Fomos criados para amar, por isso evemos aprender a amar e fazer da vida uma trajetória de amor.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;