QUEM NÃO TEM NAMORADO (ALMAS GÊMEAS)

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias remuneradas de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namoro de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia.

Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Mas, namorado, mesmo, é muito difícil. Namorado não precisa ser o mais bonito, mas aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gente treme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção. A proteção dele não precisa ser parruda, decidida ou bandoleira: basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição. Quem não tem namorado, não é que não tem um amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes, mesmo assim pode não ter um namorado.

Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas, medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho. Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa é quem ama sem alegria. Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade. Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugida ou impossível de durar.

Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas: de carinho escondido na hora em que passa o filme: de flor catada no muro e entregue de repente, de poesia de Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar, de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.

Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, fazer cesta abraçado, fazer compra junto. Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficar horas e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor. Não tem namorado quem não redescobre a criança própria e a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira d´agua, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos e musical da Metro.

Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros, quem não recorta artigos, quem não chateia com o fato de o seu bem ser paquerado. Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar. Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia de sol em plena praia cheia de rivais. Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele. Não tem namorado quem confunde solidão com ficar sozinho e em paz. Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo, e quem tem medo de ser afetivo. Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e de medo, ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar. Enfeite-se com margaridas e ternuras, e escove a alma com leves fricções de esperança. De alma escovada, e coração estouvado, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo da janela.

Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada. Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteira: Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido. Enlou-cresça.

Carlos Drummond de Andrade
Compartilhe no Google Plus

Sobre João Casmurro

Esta não é uma página pessoal. Todo o material é compilado por uma equipe de colaboradores, coordenada pela editora Ana Carolina Grignolli, jornalista especializada em comportamento.
    Deixe seu comentário
    Comente no Facebook

6 comentários :

  1. Bom, pesquisando sobre vidas passada, encontrei esse blog, preferí o anonimato pois tenho uma vida tenho filhos e marido e enfim não quero me expor . Bom , acredito que tb encontrei minha alma gemea.. mas .. não consegui ficar com ele. O conhecí tinha 11 anos, hoje tenho 39, já vão quase 30 anos, ele é um prime de segundo grau , e nossas famílias por uma briga do passado não combinam, nossos avôs eram irmãos.. e enfim aconteceu a briga e obvio sobrou a proibição do nosso namoro, que aconteceu eu tinha 12 para 13 anos, com muito custo conseguí convencer minha mãe que não tinha culpa e que o amava sinceramente, mas quando finalmente conseguí a aprovação , ele já estava namorando e a moça estava grávida. Na época ainda usava o casamento como solução e foi o que aconteceu ele se casou. Passamos muito tempo sem nos falar, eu comecei a namorar meu atual marido e seguimos a vida ...Só que jamais o esquecia.. e nem ele a mim pois quando nos falamos.. foi uma suceção de contos de saudades e o quanto sentimos a falta um do outro , Nos reencontramos eu já estava casada,e foi maravilhoso, meu marido "viu uma carta" que eu escreví a ele e tive que interromper nosso envolvimento, pois tinha meus filhos e depois do que ele tinha feito, minha mãe passou a detesta-lo pois disse que ele havia me feito de idiota , engravidando a tal moça. Então ,nesse periodo não nos falamos durante um bom tempo, nos reencontramos uns 5 anos depois, voltamos a viver aquela paixão avaçaladora... um amor intenso... e estavamos decididos a viver todo o amor ele já estava separado , mas eu não conseguia me separar da minha vida com meu marido etc. e ele se envolveu com outra mulher, nesse periodo eu me afastei.. apesar de sofrer... Ele voltou a me procurar uns 4 anos depois, e voltamos a nos encontrar, ele estava com outra pessoa e vivendo na mesma casa... e o que ele dizia é que me queria e que não conseguia ficar sem mim.. era inexplicável etc.. Só que aconteceu que num sábado ele queria de qualquer forma que eu largasse tudo.. e ficasse com ele.. me pressionou eu não aceitei e enfim.. ele disse quen nunca mais me procuraria .. depois disso ele disse a mulher que morava com ele que EU o procurava..e a mulher me ligou e ameaçou contar para o meu marido e o resto da situação é algo que não gosto nem de citar porque me machucou demais..... resumindo , depois disso tudo ele já me procurou duas vezes , para não sucumbir a tentação eu troquei meus telefones e ele me manda recados através de conhecidos só que não sei.. o que fazer.. A RAZÃO diz que ele é mal carater ,que eu jamais devo me envolver com ele.. e o meu amor , sim porque ainda o amo.. não posso continuar negando isso.. diz para procurar .. para viver essa história até o fim porque.. quando nos falavamos .. diziamos que eramos almas gemeas.. porque não tinha como continuarmos nos amando , e eram tantas declarações.. tantas intimidades tantas afinidades.. nos entendiamos pelo olhar..pelo toque.. eu conhecia cada detalhe.. só de fechar os olhos , cada detalhe do corpo dele.. , Bom hoje moramos no mesmo bairro, nos vemos e quando isso acontece meu coração parece que vai sair pela boca.. penso nele.. diariamente.. sonho com ele praticamente quase que sempre .. e me sinto infeliz.. mas.. não sei se daria certo procura-lo novamente ... correr o risco de ser novamente enganada ..não sei o que fazer.. o ultimo recado que ele me mandou foi que era para deixar de ser cabeça dura e ligar para ele.. horrível isso.. me ajudem o que fazer? será que ele é mesmo minha alma gemea? se for, porque não conseguimos ficar juntos antes..? porque sempre existe algo para nos separar???? me deem uma luz por favor...
    anonima angustiada

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. É uma pena eu ter aparecido aqui meses depois do comentário da "anônima angustiada". Pois sua história me tocou... gostaria de falar para ela... Vou tomar a liberdade de fazê-lo, quem sabe, em algum momento, ela não retorna a este post, não é mesmo?


    Bem, amiga, a questão da existência de almas gêmeas é bastante polêmica. Há doutrinas espiritualistas que afirmam a existência delas, já há outras doutrinas que não... há algumas religiões em que o tema gerou grandes divergências também.

    Falando de mim que já li a respeito disso... acho perfeitamente possível que o Criador tenha dedicado a cada um de nós uma companhia, uma alma companheira, com a qual poderemos (se assim desejarmos) seguir a difícil trajetória evolutiva. Então, eu acredito, sim, em almas gêmeas, em almas que possuem um grau supremo de afinidade e de entendimento e que se buscam ao longo das diversas vidas.

    Você perguntou por que razão então você e o seu amado são sempre afastados um do outro, por que algo sempre os separa... olha, ao longo da nossa trajetória, acabamos nos ligando a muitos outros espíritos e isso gera dívidas (carmas). Por causa disso, muitas vezes, as almas gêmeas acabam se separando ou enfrentando graves problemas para realizar a sua união (não estou querendo ferir a crença de ninguém, só estou repassando o que aprendi com base nos meus estudos...). [continua]

    ResponderExcluir
  4. (continuação) Sobre você e o homem que ama... acho que ele cometou muitos erros por imaturidade, mas você deve ter cometido os seus também, não é?


    O que você deve fazer? Sinceramente? Olha, amiga, essa é uma pergunta que deve fazer a apenas uma pessoa: você mesma. Só você tem essa resposta.

    Parece que vocês dois se amam verdadeiramente; do contrário, não estariam, depois de décadas de desencontros, ainda procurando viver este sentimento. Vejo também que você sofre muito e disse aqui, com todas as letras, que é infeliz. Acho que ele também é, senão não estaria ainda querendo ficar contigo... Estou dizendo pra você abandonar o seu marido? Não. Só estou dizendo que, se há sofrimento, alguma coisa precisa ser feita a respeito.


    Amiga, viver não é fácil, enfrentamos coisas dolorosas e situações angustiantes (como esta que você está - ou estava - vivendo). Tudo aqui deve ser conquistado, entende? Do meu ponto de vista, você só tem duas escolhas: ou você segue, de uma vez por todas, com a sua vida e tenta esquecê-lo definitivamente ou... ou você enfrenta tudo e todos pra, finalmente, viver esse amor tão sofrido e tão adiado... Seja qual for o caminho que você escolher, haverá sofrimento. No primeiro, você vai sofrer por ter abandonado o homem que você acredita ser a sua alma gêmea e por quem possui um sentimento intenso e inexplicável. Na outra opção, você sofrerá críticas, julgamentos, rejeição (da sua mãe, do seu marido - que certamente vai sofrer com tudo isso -, talvez até dos seus filhos que podem não compreendê-la imediatamente). Isso sem mencionar os conhecidos que a julgarão como a mulher que largou a família toda estruturada por causa de outro homem. Você será julgada, não tente se enganar a respeito disso.[continua]

    ResponderExcluir
  5. (continuação) Não a conheço, mas achei que era minha obrigação falar contigo. Acho que estamos todos aqui para ajudar uns aos outros, sabe? Concluí que não arrancaria pedaço meu escrever algo a você, amiga.

    Pense na sua felicidade, mas nunca a busque de qualquer jeito, passando por cima dos sentimentos alheios... Porém, eu vejo que você e ele já sofreram tanto por causa dos inúmeros desencontros... anos estão passando e vocês continuam se procurando e se amando... Se o sentimento é verdadeiro como parece, por que não enfrentar tudo para viver isso? Haverá muitos riscos, mas viver já é arriscado por si só, pois, a qualquer momento, podemos morrer. Então, tudo é um risco. Haverá para você o risco da escolha errada... você poderá errar ao decidir não lutar por este sentimento ou ao decidir lutar pelo seu amado. Dos dois jeitos, haverá medo (acredito que você deva estar apavorada) e riscos. Então, quanto a isso, não tem pra onde correr.


    Queria, sinceramente, que retornasse a este post em algum momento e lesse o meu "conselho". Eu queria ajudá-la de alguma forma... vou orar pra que isso ocorra.

    Preciso ressaltar que não estou dizendo o que você deve fazer. Como eu disse: você é quem deve escolher. Todos nós podemos apenas fazê-la "enxergar" melhor a história (logicamente haverá muitos conhecidos seus que dirão "faça isso" ou "faça aquilo") mas só VOCÊ pode escolher, só você pode saber o que a sua alma lhe diz... Preste atenção no que ela lhe diz, nossa alma sempre fala conosco, só que essa comunicação requer atenção, abertura e muita maturidade de nossa parte.


    É isso... escute a sua alma e nunca deixe de seguir o caminho do Bem, viu? Se optar por deixar toda essa história pra lá, então deixe o passado pra trás e siga em frente, pedindo que Deus a ilumine e lhe dê forças para ser feliz. Mas, se optar por lutar pelo seu grande amor, então lute com todas as suas forças, sem medo!! Não deixe NINGUÉM neste mundo pará-la, vá até o fim nisso. [continua]

    ResponderExcluir
  6. (parte final) Seja lá o que você escolher, esteja ciente de que a responsabilidade será exclusivamente sua, que haverá ganho e perda, haverá um preço a ser pago, mas também haverá uma felicidade a ser ganha.


    Desejo que seja muito feliz. Espero que tudo se resolva e que sua alma possa ser feliz.

    Que o Senhor do Universo abençoe você e o seu amado e tudo finalmente se resolva.

    Peça pra que Deus a ajude, recorra a Ele, com todas as forças do seu coração. Tenho certeza que Ele lhe mostrará o caminho.


    Muita Luz e Paz pra você!!

    Elaine Regina

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu recado ou depoimento, de forma anônima se preferir. Respeitamos a sua opinião, por isto recusaremos apenas as mensagens ofensivas e eventuais propagandas. Volte sempre!

REGRAS PARA COMENTÁRIOS:

O espaço de comentários do Blog Amor de Almas é essencialmente livre, mas pode ser moderado, tendo em vista critérios de legalidade e civilidade. Não serão aceitas as seguintes mensagens:

1. que violem qualquer norma vigente no Brasil, seja municipal, estadual ou federal;
2. com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;
3. com conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas;
4. com linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
5. de cunho comercial e/ou pertencentes a correntes ou pirâmides de qualquer espécie;
6. que caracterizem prática de spam;
7. são aceitos comentários anônimos, contanto que não infrinjam as regras acima.

A REDAÇÃO:

1. não se responsabiliza pelos comentários dos frequentadores do blog;
2. se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária a estas Regras ou às normas legais em vigor;